sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Salah Abdeslam teve alta do hospital belga

O principal suspeito dos atentados de Paris detido em Bruxelas, Salah Abdeslam, saiu hoje de manhã do hospital Saint-Pierre. As autoridades não adiantaram o destino daquele que era o homem mais procurado da Europa e que foi ferido e capturado ontem, num raide da polícia belga no bairro de Molenbeek, em Bruxelas.

Polícia à porta do hospital onde estava Salah Abdeslam

Polícia à porta do hospital onde estava Salah Abdeslam

© Eric Vidal / Reuters

Além de Salah Abdeslam, saiu também do hospital em Bruxelas um dos seus alegados cúmplices, depois de ambos terem recebido tratamento, após terem ficado ligeiramente feridos durante a detenção na sexta-feira pela polícia belga.

O destino dos dois homens não foi revelado pelo presidente da câmara de Bruxelas, Yvan Mayeur, que divulgou a informação da alta de Salah Abdeslam na sua conta na rede social Twitter, segundo a agência France Presse.

A polícia belga deteve cinco pessoas na operação antiterrorismo desencadeada na sexta-feira Bruxelas, entre as quais Salah Abdeslam, e a família que o acolheu.

"Foram detidas cinco pessoas na sequência de três operações esta tarde", disse Thierry Werts, porta-voz do Ministério Público belga, em conferência de imprensa, citado pela AFP.

As forças especiais da polícia belga detiveram Abdeslam, em fuga desde 13 de novembro - data dos sangrentos e mortíferos ataques terroristas em Paris -- ferindo-o ligeiramente na perna durante a operação antiterrorismo na comuna de Molenbeek, em Bruxelas.

Com Lusa

  • Salah Abdeslam ferido durante operação antiterrorista
    2:39

    Mundo

    O homem mais procurado da Europa foi capturado esta sexta-feira e ficou ferido durante a operação policial. Salah Abdeslam encontra-se hospitalizado e sob vigilância máxima. As operações em Molenbeek continuaram pela tarde e noite dentro, sobretudo na recolha de provas.

  • Molenbeek: o bairro dos radicais
    2:21

    Ataques em Paris

    Desde os atentados em Paris que o bairro de Molenbeek nunca mais foi o mesmo. O Centro Europeu de Inteligência Estratégica e Segurança sabe desde há muito que várias células jihadistas estão presentes no bairro. Foi lá que nasceu precisamente o cérebro dos ataques à capital francesa.

  • Quem é Salah Adbeslam ?
    2:28

    Ataques em Paris

    As autoridades belgas estão convencidas de que Salah Adbeslam poderia ter sido uma ajuda no combate ao terrorismo, caso o belga, de nacionalidade francesa, fosse na verdade um arrependido. Essa poderia ser uma explicação para que Abdeslam não se tenha feito explodir nos atentados de Paris. Mas quem é aquele que era até esta tarde o homem mais procurado da Europa?

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.