sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Salah Abdeslam teve alta do hospital belga

O principal suspeito dos atentados de Paris detido em Bruxelas, Salah Abdeslam, saiu hoje de manhã do hospital Saint-Pierre. As autoridades não adiantaram o destino daquele que era o homem mais procurado da Europa e que foi ferido e capturado ontem, num raide da polícia belga no bairro de Molenbeek, em Bruxelas.

Polícia à porta do hospital onde estava Salah Abdeslam

Polícia à porta do hospital onde estava Salah Abdeslam

© Eric Vidal / Reuters

Além de Salah Abdeslam, saiu também do hospital em Bruxelas um dos seus alegados cúmplices, depois de ambos terem recebido tratamento, após terem ficado ligeiramente feridos durante a detenção na sexta-feira pela polícia belga.

O destino dos dois homens não foi revelado pelo presidente da câmara de Bruxelas, Yvan Mayeur, que divulgou a informação da alta de Salah Abdeslam na sua conta na rede social Twitter, segundo a agência France Presse.

A polícia belga deteve cinco pessoas na operação antiterrorismo desencadeada na sexta-feira Bruxelas, entre as quais Salah Abdeslam, e a família que o acolheu.

"Foram detidas cinco pessoas na sequência de três operações esta tarde", disse Thierry Werts, porta-voz do Ministério Público belga, em conferência de imprensa, citado pela AFP.

As forças especiais da polícia belga detiveram Abdeslam, em fuga desde 13 de novembro - data dos sangrentos e mortíferos ataques terroristas em Paris -- ferindo-o ligeiramente na perna durante a operação antiterrorismo na comuna de Molenbeek, em Bruxelas.

Com Lusa

  • Salah Abdeslam ferido durante operação antiterrorista
    2:39

    Mundo

    O homem mais procurado da Europa foi capturado esta sexta-feira e ficou ferido durante a operação policial. Salah Abdeslam encontra-se hospitalizado e sob vigilância máxima. As operações em Molenbeek continuaram pela tarde e noite dentro, sobretudo na recolha de provas.

  • Molenbeek: o bairro dos radicais
    2:21

    Ataques em Paris

    Desde os atentados em Paris que o bairro de Molenbeek nunca mais foi o mesmo. O Centro Europeu de Inteligência Estratégica e Segurança sabe desde há muito que várias células jihadistas estão presentes no bairro. Foi lá que nasceu precisamente o cérebro dos ataques à capital francesa.

  • Quem é Salah Adbeslam ?
    2:28

    Ataques em Paris

    As autoridades belgas estão convencidas de que Salah Adbeslam poderia ter sido uma ajuda no combate ao terrorismo, caso o belga, de nacionalidade francesa, fosse na verdade um arrependido. Essa poderia ser uma explicação para que Abdeslam não se tenha feito explodir nos atentados de Paris. Mas quem é aquele que era até esta tarde o homem mais procurado da Europa?

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.