sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Abdeslam publicou bandeira do Daesh no Facebook três semanas antes dos ataques de Paris

Salah Abdeslam, suspeito dos ataques de Paris, publicou uma imagem da bandeira do Daesh na sua página do Facebook, três semanas antes dos ataques realizados a 13 de novembro. A notícia foi avançada pelo site belga RTBF que refere que as autoridades tiveram conhecimento da publicação, mas não atuaram em conformidade.

Salah Abdeslam está em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Fleury-Mérogis (na foto), perto de Paris.

Salah Abdeslam está em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Fleury-Mérogis (na foto), perto de Paris.

© Christian Hartmann / Reuters

Salah Abdeslam é o o único sobrevivente do comando jihadista que perpetrou os atentados da capital francesa, foi capturado na Bélgica e depois extraditado para França.

Acusado de homicídio e de associação com um grupo terrorista, o francês de origem marroquina nasceu em Bruxelas há 26 anos está em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Fleury-Mérogis, perto de Paris, e será interrogado pelas autoridades francesas esta sexta-feira.

Os ataques na capital francesa causaram 130 mortos e várias centenas de feridos. Abdeslam conseguiu escapar à polícia durante quatro meses, foi detido em Bruxelas quatro dias depois do aeroporto e do metro da capital belga serem também alvo de atentados, a 22 de março.

De acordo com o RTBF, site de notícias belga em língua francesa, as autoridades tiveram conhecimento da publicação da bandeira do Daesh na página de Facebook de Abdeslam, mas nada fizeram. As autoridades também não valorizaram suspeitas levantadas por um informador sobre os irmãos Abdeslam, na altura em que residiam no bairro de Molenbeek, em Bruxelas.

  • Abdeslam à espera de julgamento sob vigilância apertada
    2:54

    Ataques em Paris

    Salah Abdeslam foi transferido hoje para França. O único suspeito vivo dos ataques em Paris foi extraditado pela justiça belga para Paris, onde vai ser julgado pelos ataques de 13 de novembro na capital francesa. Abdeslam já foi presente a tribunal em Paris para identificação e acusação formal. O suspeito tem 26 anos e vai ficar detido sob vigilância apertada à espera de julgamento. O advogado de defesa garante que Salah Abdeslam está disposto a colaborar com a justiça francesa e a assumir corresponsabilidade.

  • Salah Abdeslam extraditado para França, anuncia a procuradoria belga

    Ataques em Paris

    A procuradoria belga anunciou hoje que Salah Abdeslam, detido em Molenbeek, uma comuna de Bruxelas, por suspeito da autoria dos ataques de Paris, foi extraditado para França. A detenção de Abdeslam aconteceu em março, após quatro meses de operação antiterrorista das forças belgas e francesas, nos quais o suspeito conseguiu escapar às autoridades.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19