sicnot

Perfil

Atentado em Istambul

Atentado em Istambul

Atentado em Istambul

CIA afirma que ataque em Istambul "tem a marca" do Daesh

O atentado de terça-feira num aeroporto Atatürk Istambul, que matou 41 pessoas, tem a "marca" do grupo extremista Estado Islâmico, afirmou hoje o diretor da CIA, John Brennan.

Ismail Coskun

"O ataque desprezível no aeroporto internacional de Istambul, que matou dezenas de pessoas e feriu muitas outras, tem sem dúvida nenhuma a marca da depravação do Daesh", declarou Brennan numa conferência em Washington.

O presidente norte-americano, Barack Obama, já tinha sugerido que o atentado seria obra da organização jihadista.

O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, apontou também o dedo ao Daesh, afirmando que "os indícios apontam para o grupo".

"Na maioria dos casos, se não em todos", o Daesh nunca reivindicou os ataques lançados na Turquia, recordou Brennan.

Os jihadistas realizaram os ataques para "enviar uma mensagem" aos turcos, mas não os reivindicaram pois não querem "alienar indivíduos dos quais podem tentar obter apoio", afirmou Brennan.

Com Lusa

  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Depois do Fogo
    23:30
  • "A culpa morre sozinha?"
    0:41

    Opinião

    Luís Marques Mendes não acredita que o Ministério Público não formule uma acusação de homicídio por negligência e que não haja demissões na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. O comentador da SIC debateu o tema este domingo no Jornal da Noite da SIC.

    Luís Marques Mendes

  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.