sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Egito condenam ataque

A Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e o Egito condenaram hoje o atentado em Nice, sul do país, que causou pelo menos 84 mortos, assegurando à França o seu apoio na luta contra o terrorismo.

© Eric Gaillard / Reuters

A Arábia Saudita, atingida há cerca de dez dias por ataques mortais, garantiu à "França amiga" a sua "solidariedade e cooperação para combater o terrorismo em todas as suas formas", disse A Ryad, porta-voz do reino, citado pela agência noticiosa Spa.

Em Abou Dhabi, Emirados Árabes Unidos, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Abdallah ben Zayed Al-Nahyane, classificou o atentado como "um crime desprezível" e expressou "total solidariedade e apoio" do seu país a França.

"Depois deste crime terrorista hediondo, todos os países devem trabalhar com firmeza e sem hesitação na luta contra o terrorismo", disse o mesmo responsável, num comunicado divulgado pela agência Wam.

A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos integram juntamente com a França a coligação internacional, liderada pelos EUA, que luta contra os jihadistas do grupo Daesh na Síria e no Iraque.

O ataque não foi reivindicado, mas o Presidente francês, François Hollande, disse que "toda a França" está "sob a ameaça do terrorismo islâmico".

O Presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sissi, cujo país enfrenta ataques jihadistas, reafirmou "a total solidariedade do Egito com a França amiga" e o apoio do seu país "aos esforços internacionais na luta contra o terrorismo".

"O terrorismo não conhece fronteiras e destrói vidas inocentes em todo o mundo", disse o Presidente egípcio, através de um comunicado.

Um homem lançou quinta-feira à noite um camião contra uma multidão na avenida marginal de Nice, a Promenade des Anglais, que assistia a um fogo-de-artifício para celebrar o dia nacional de França (Tomada da Bastilha), provocado pelo menos 84 mortos e mais de 100 feridos, 18 dos quais em estado considerado crítico.

As autoridades francesas consideram estar perante um atentado terrorista e o Presidente da França, François Hollande, anunciou o prolongamento por mais três meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada.


Lusa

  • Biológicos nas escolas e nos telemóveis

    País

    O Governo vai criar o Dia Nacional da Alimentação Biológica e uma estratégia que passa por distribuir produtos biológicos nas escolas e criar uma aplicação móvel para os portugueses poderem localizar unidades de produção ou comercialização de produtos biológicos, segundo a Estratégia Nacional que será hoje apresentada.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.