sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Atentados na Europa atribuídos aos movimentos islamitas desde 2004

O atentado de quinta-feira na cidade francesa de Nice, ainda não reivindicado e que terá causado pelo menos 60 mortos e mais de 100 feridos, ocorre depois de uma série de ataques perpetrados na Europa e atribuídos a movimentos islamitas. No ataque de quinta-feira, um camião atingiu uma multidão na Promenade des Anglais quando assistiam a um fogo de artifício para celebrar o dia de França.

© Eric Gaillard / Reuters

2016

22 de marco: Atentados no aeroporto e no metropolitano de Bruxelas, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, fizeram um total de 32 mortos.

2015

13 de novembro de 2015: Atentados na sala de concertos Bataclan, em vários bares e restaurantes no centro de Paris e perto do Estádio de França, em Saint-Denis causam 130 mortos e mais de 350 feridos. O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou os ataques.

14 de fevereiro de 2015: Omar el-Hussein, um dinamarquês de origem palestiniana, abre fogo com uma arma automática num centro cultural na Dinamarca onde decorria uma conferência sobre o tema "Arte, blasfémia e liberdade". O cineasta dinamarquês Finn Norgaard morreu e três polícias ficam feridos. Na mesma noite, o atacante matou o judeu Dan Uzan, em frente a uma sinagoga, atingindo também dois agentes policiais. Omar el-Hussein foi morto algumas horas mais tarde num tiroteio com a polícia.

07 a 09 de janeiro de 2015: Uma série de ataques é perpetrada em França contra o semanário satírico Charlie Hebdo (12 mortos, incluindo cinco cartunistas), um supermercado de produtos 'kosher' (quatro mortos) e uma agente da polícia municipal. Os três 'jihadistas', abatidos pelas forças de segurança, afirmam pertencer à Al-Qaida na Península Arábica (AQPA) ou ao EI.

2014

24 de maio de 2014: Um homem dispara na entrada do museu judeu de Bruxelas, matando quatro pessoas, incluindo um casal de turistas israelitas. O presumível atacante, o franco-argelino Mehdi Nemmouche, foi detido no sul de França e extraditado para a Bélgica.

2012

11 a 19 de março de 2012: A 11 e 15 de março, Mohamed Merah, de 23 anos, mata três militares a tiro em Toulouse e Montauban (sul), França, seguindo-se, a 19 de março, três crianças e um professor na escola judaica Ozar Hatorah de Toulouse. Merah foi morto pela polícia a 22 de março, na sequência de um cerco de 32 horas ao apartamento onde se encontrava.

2005

07 de julho de 2005: Quatro atentados suicidas coordenados, durante a hora de maior movimento, em três linhas do metropolitano de Londres causam 56 mortos e 700 feridos. São reivindicados por um grupo ligado à Al-Qaida.

2004

11 de março de 2004: Uma dezena de bombas explodiu, cerca das 07:40, em Madrid e na periferia norte, a bordo de quatro comboios, causando 191 mortos e perto de dois mil feridos. O atentado, reivindicado em nome da Al-Qaida por uma célula islamita radical, foi mais mortífero na Europa ocidental desde de Lockerbie (Escócia), em 1988, em que morreram 270 pessoas, a bordo e em terra, quando um avião da Pam Am explodiu sobre a localidade escocesa.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.