sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Atentados na Europa atribuídos aos movimentos islamitas desde 2004

O atentado de quinta-feira na cidade francesa de Nice, ainda não reivindicado e que terá causado pelo menos 60 mortos e mais de 100 feridos, ocorre depois de uma série de ataques perpetrados na Europa e atribuídos a movimentos islamitas. No ataque de quinta-feira, um camião atingiu uma multidão na Promenade des Anglais quando assistiam a um fogo de artifício para celebrar o dia de França.

© Eric Gaillard / Reuters

2016

22 de marco: Atentados no aeroporto e no metropolitano de Bruxelas, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, fizeram um total de 32 mortos.

2015

13 de novembro de 2015: Atentados na sala de concertos Bataclan, em vários bares e restaurantes no centro de Paris e perto do Estádio de França, em Saint-Denis causam 130 mortos e mais de 350 feridos. O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou os ataques.

14 de fevereiro de 2015: Omar el-Hussein, um dinamarquês de origem palestiniana, abre fogo com uma arma automática num centro cultural na Dinamarca onde decorria uma conferência sobre o tema "Arte, blasfémia e liberdade". O cineasta dinamarquês Finn Norgaard morreu e três polícias ficam feridos. Na mesma noite, o atacante matou o judeu Dan Uzan, em frente a uma sinagoga, atingindo também dois agentes policiais. Omar el-Hussein foi morto algumas horas mais tarde num tiroteio com a polícia.

07 a 09 de janeiro de 2015: Uma série de ataques é perpetrada em França contra o semanário satírico Charlie Hebdo (12 mortos, incluindo cinco cartunistas), um supermercado de produtos 'kosher' (quatro mortos) e uma agente da polícia municipal. Os três 'jihadistas', abatidos pelas forças de segurança, afirmam pertencer à Al-Qaida na Península Arábica (AQPA) ou ao EI.

2014

24 de maio de 2014: Um homem dispara na entrada do museu judeu de Bruxelas, matando quatro pessoas, incluindo um casal de turistas israelitas. O presumível atacante, o franco-argelino Mehdi Nemmouche, foi detido no sul de França e extraditado para a Bélgica.

2012

11 a 19 de março de 2012: A 11 e 15 de março, Mohamed Merah, de 23 anos, mata três militares a tiro em Toulouse e Montauban (sul), França, seguindo-se, a 19 de março, três crianças e um professor na escola judaica Ozar Hatorah de Toulouse. Merah foi morto pela polícia a 22 de março, na sequência de um cerco de 32 horas ao apartamento onde se encontrava.

2005

07 de julho de 2005: Quatro atentados suicidas coordenados, durante a hora de maior movimento, em três linhas do metropolitano de Londres causam 56 mortos e 700 feridos. São reivindicados por um grupo ligado à Al-Qaida.

2004

11 de março de 2004: Uma dezena de bombas explodiu, cerca das 07:40, em Madrid e na periferia norte, a bordo de quatro comboios, causando 191 mortos e perto de dois mil feridos. O atentado, reivindicado em nome da Al-Qaida por uma célula islamita radical, foi mais mortífero na Europa ocidental desde de Lockerbie (Escócia), em 1988, em que morreram 270 pessoas, a bordo e em terra, quando um avião da Pam Am explodiu sobre a localidade escocesa.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.