sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Atentados na Europa atribuídos aos movimentos islamitas desde 2004

O atentado de quinta-feira na cidade francesa de Nice, ainda não reivindicado e que terá causado pelo menos 60 mortos e mais de 100 feridos, ocorre depois de uma série de ataques perpetrados na Europa e atribuídos a movimentos islamitas. No ataque de quinta-feira, um camião atingiu uma multidão na Promenade des Anglais quando assistiam a um fogo de artifício para celebrar o dia de França.

© Eric Gaillard / Reuters

2016

22 de marco: Atentados no aeroporto e no metropolitano de Bruxelas, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, fizeram um total de 32 mortos.

2015

13 de novembro de 2015: Atentados na sala de concertos Bataclan, em vários bares e restaurantes no centro de Paris e perto do Estádio de França, em Saint-Denis causam 130 mortos e mais de 350 feridos. O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou os ataques.

14 de fevereiro de 2015: Omar el-Hussein, um dinamarquês de origem palestiniana, abre fogo com uma arma automática num centro cultural na Dinamarca onde decorria uma conferência sobre o tema "Arte, blasfémia e liberdade". O cineasta dinamarquês Finn Norgaard morreu e três polícias ficam feridos. Na mesma noite, o atacante matou o judeu Dan Uzan, em frente a uma sinagoga, atingindo também dois agentes policiais. Omar el-Hussein foi morto algumas horas mais tarde num tiroteio com a polícia.

07 a 09 de janeiro de 2015: Uma série de ataques é perpetrada em França contra o semanário satírico Charlie Hebdo (12 mortos, incluindo cinco cartunistas), um supermercado de produtos 'kosher' (quatro mortos) e uma agente da polícia municipal. Os três 'jihadistas', abatidos pelas forças de segurança, afirmam pertencer à Al-Qaida na Península Arábica (AQPA) ou ao EI.

2014

24 de maio de 2014: Um homem dispara na entrada do museu judeu de Bruxelas, matando quatro pessoas, incluindo um casal de turistas israelitas. O presumível atacante, o franco-argelino Mehdi Nemmouche, foi detido no sul de França e extraditado para a Bélgica.

2012

11 a 19 de março de 2012: A 11 e 15 de março, Mohamed Merah, de 23 anos, mata três militares a tiro em Toulouse e Montauban (sul), França, seguindo-se, a 19 de março, três crianças e um professor na escola judaica Ozar Hatorah de Toulouse. Merah foi morto pela polícia a 22 de março, na sequência de um cerco de 32 horas ao apartamento onde se encontrava.

2005

07 de julho de 2005: Quatro atentados suicidas coordenados, durante a hora de maior movimento, em três linhas do metropolitano de Londres causam 56 mortos e 700 feridos. São reivindicados por um grupo ligado à Al-Qaida.

2004

11 de março de 2004: Uma dezena de bombas explodiu, cerca das 07:40, em Madrid e na periferia norte, a bordo de quatro comboios, causando 191 mortos e perto de dois mil feridos. O atentado, reivindicado em nome da Al-Qaida por uma célula islamita radical, foi mais mortífero na Europa ocidental desde de Lockerbie (Escócia), em 1988, em que morreram 270 pessoas, a bordo e em terra, quando um avião da Pam Am explodiu sobre a localidade escocesa.

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Karlie Kloss, o "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59