sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Casal perde bebé de nove meses durante o atentado em Nice

O jornal Nice Matin dá conta da história de um casal que, no meio da multidão em pânico, perdeu o filho de apenas nove meses. Mas esta é uma história com final feliz, porque o casal acabou por recuperar o bebé graças ao Facebook.

© Eric Gaillard / Reuters

Escreveram uma mensagem e pediram que a partilhassem.

Horas mais tarde, deram conta de que uma senhora, a madame Ruez, já lhes tinha entregue o filho, são e salvo.

O casal agradeceu toda a ajuda e mobilização através da rede social.

  • "Há famílias inteiras entre as vítimas"
    3:22

    Atentado em Nice

    O adjunto do Presidente da Câmara de Nice, Laureano Azinheirinha, confirmou ao jornalista do Expresso Daniel Ribeiro que "há famílias inteiras entre as vítimas". Toda a região foi posta em alerta vermelho, as pessoas são convidadas a permanecer em casa e a colaborar com as autoridades. O jornalista diz que neste momento Nice está quase em estado de "recolher obrigatório".

  • Português descreve cenário em Nice depois do atentado
    3:57

    Atentado em Nice

    Paulo Gonçalves é português e mora em França desde 1991. O emigrante estava a ver o fogo de artifício e descreve o cenário instalado em Nice depois de um camião ter embatido uma multidão e ter feito, pelo menos, 76 mortos e mais de 100 feridos. Depois deste atentado, o português admite que voltar a Portugal poderá ser uma opção por se sentir inseguro em França.

  • "Em menos de cinco minutos toda a gente apagou as luzes e baixou as persianas"
    2:56

    Atentado em Nice

    Daniela Cardoso, enfermeira portuguesa a trabalhar em Nice, não estava no local porque estava com os amigos a ver um jogo de futebol. Diz que ouviu tiros e ambulâncias e depressa soube pelo Facebook o que se estava a passar. "Em menos de cinco minutos toda a gente apagou as luzes e baixou as persianas". A portuguesa que mora em Nice há quatro anos diz que nunca sentiu perigo nesta zona de França.

  • O filme dos momentos de terror
    0:55

    Atentado em Nice

    Do nada, um camião branco dirige-se contra a multidão. As imagens serão das primeiras do ataque de Nice. Mostram a passagem do veículo. Primeiro, devagar e depois a ganhar velocidade perante os disparos da polícia. O que se segue são dois quilómetros de terror. Outro vídeo amador mostra a passagem do camião a grande velocidade. Quando finalmente parou começaram os disparos. Depois de abatido o condutor, foram descobertas armas e explosivos no interior do camião. O gabinete anti-terrorismo já tomou conta da investigação.

  • Autoridades admitem que possa haver suspeitos em fuga
    0:55

    Atentado em Nice

    O fantasma do terrorismo volta a assombrar França. Em plena celebração do dia da Batilha, em Nice, um camião foi de encontro a uma multidão e assistia oa fogo de artifício, numa das principais avenidas da cidade. As autoridades francesas já falam em atentado mas sem suspeitas sobre os responsáveis. O primeiro balanço aponta para pelo menos 80 mortos e 100 feridos. O presumível condutor já terá sido abatido mas as autoridades admitem que possa haver suspeitos em fuga.

  • O momento em que o camião avança contra a multidão
    0:28

    Atentado em Nice

    Um camião embateu, esta noite, numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. O motorista da viatura disparou contra a multidão mas foi abatido. Será um homem de 31 anos, natural de Nice, de origem tunisina. Segundo as autoridades francesas, 80 pessoas foram mortas. O vídeo mostra o momento em que o camião avança contra a multidão.

  • Paula Brito e Costa continua a trabalhar na Raríssimas

    País

    Depois de ter apresentado a demissão do cargo de presidente da Raríssimas, Paula Brito e Costa mantém-se a exercer funções na associação, apurou a SIC. Identifica-se agora como diretora-geral e já comunicou isso mesmo a alguns funcionários.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • Estabilização dos solos nas áreas ardidas
    1:58

    País

    Está a começar uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas nos incêndios florestais. O trabalho das equipas que estão no terreno arrancou na zona da Lousã mas vai passar por vários concelhos como Pampilhosa da Serra e Vila Real.