sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Grau de ameaça terrorista em Portugal mantém-se moderado

O grau de ameaça terrorista em Portugal mantém-se moderado, não sofrendo alterações, apesar do ataque de quinta-feira em Nice, anunciou hoje a secretária-Geral do Sistema de Segurança Interna, Helena Fazenda.

Em comunicado, Helena Fazenda adianta que as forças e serviços de segurança continuam a manter "o reforço da vigilância e segurança em áreas e locais de maior concentração de pessoas".

A secretária-geral do Sistema de Segurança Interna sublinha que todas as foças e serviços de segurança que integram a Unidade de Coordenação Antiterrorismo "estão a trabalhar em completa articulação e a acompanhar os acontecimentos registados em Nice, mantendo contacto com as suas congéneres e recolhendo todos os dados necessários à sua avaliação".

"Portugal não alterou o grau de ameaça, mantendo-se moderado", refere o comunicado.

Um camião atingiu na quinta-feira à noite uma multidão em Nice, França, na Promenade des Anglais, quando decorria um fogo de artifício para celebrar o dia de França.

O último balanço das autoridades francesas aponta para 84 mortos e uma centena de feridos, 18 dos quais continuam em estado considerado crítico. O condutor do camião foi abatido pela polícia.

As autoridades francesas já consideraram estar perante um atentado e o Presidente da França, François Hollande, anunciou o prolongamento por mais três meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado. França decretou luto nacional de três dias.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada.


Lusa

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.