sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Há pelo menos nove estrangeiros entre as vítimas mortais em Nice

Pelo menos nove das 84 vítimas mortais de um camião desgovernado que embateu contra a multidão, que, na quinta-feira à noite, festejava um feriado nacional na cidade francesa de Nice, são estrangeiras.

© Pascal Rossignol / Reuters

O Departamento de Estado dos Estados Unidos informou que dois americanos morreram no que as autoridades francesas pensam ser um ataque terrorista. Segundo o diário texano American-Statesman, trata-se de dois veraneantes, que passavam férias em família, na cidade costeira francesa.

Também o ministro dos Negócios Estrangeiros russo já confirmou, através da rede social Facebook, que há uma estudante russa entre as vítimas mortais.

O mesmo fizeram os representantes das diplomacias arménia, ucraniana e suíça -- há um cidadão de cada país na lista de baixas da carnificina de Nice, que tem sido atribuída ao condutor do camião, um franco-tunisino residente na cidade.

Pelo menos três alemães, uma professora e dois alunos, que estavam de visita a Nice, foram igualmente mortos, segundo informaram responsáveis escolares locais.

Por seu lado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros belga reconheceu não ter indicações sobre o paradeiro de duas dezenas de cidadãos nacionais.

Entre as dezenas de feridos já registados, estão pelo menos três estrangeiros, um britânico e dois romenos.

Para já, não foi identificado nenhum cidadão português entre as vítimas. "A embaixada e os consulados portugueses em França, em coordenação com as autoridades francesas, estão a acompanhar a situação e a prestar os esclarecimentos e o apoio necessários aos cidadãos portugueses", garantiu o Governo, em comunicado enviado às redações.


Lusa

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Portugueses usam Facebook para marcar protestos contra incêndios

    País

    Os incêndios que têm acontecido este ano estão a causar revolta entre a população. Por essa razão, estão marcadas, através da rede social Facebook, várias manifestações para os próximos dias um pouco por todo o país. Os portugueses exigem a melhoria do sistema, para que as tragédias deste ano não se voltem a repetir.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06
  • "Quem está no Governo tem sérias responsabilidades"
    1:07

    Opinião

    Pacheco Pereira aponta falhas do Estado, dos bombeiros e da Proteção Civil como causa dos incêndios que assolaram o país no passado domingo. O comentador da SIC considera que o Governo tem responsabilidade perante o que aconteceu.

  • Presidente das Indústrias de Madeira diz que fogos estão a afetar o setor
    0:39

    País

    A Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário desvaloriza que os industriais do setor possam comprar madeira mais barata, em resultado dos incêndios florestais. Em entrevista na SIC Notícias, o presidente da associação, Vítor Poças, considera que os fogos estão a prejudicar gravemente a indústria.