sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Juncker reafirma unidade de determinação da UE contra o terrorismo

O presidente da Comissão Europeia disse hoje que a França pode contar com a instituição e com os outros países-membros da União Europeia contra o terrorismo, após o atentado em Nice, que fez pelo menos 84 mortos.

© Eric Vidal / Reuters

"A nossa determinação [em lutar contra o terrorismo], dentro e fora da UE, permanece firme, tal como a nossa unidade", assinalou Jean-Claude Juncker, em comunicado.

Juncker, que se mostrou "profundamente afetado" pelo atentado ocorrido naquela cidade do sul de França, expressou ainda a sua "grande solidariedade" para com as vítimas, os seus familiares e para com todos os franceses, após o "ato de terrorismo".

Segundo o mais recente balanço oficial, pelo menos 84 pessoas morreram e mais de uma centena ficaram feridas -- incluindo 18 em estado crítico -- depois de, na noite de quinta-feira, um camião ter atingido uma multidão na avenida marginal da cidade de Nice, a Promenade des Anglais, que assistia a um espetáculo de fogo-de-artifício para celebrar o dia nacional de França.

As autoridades francesas consideram estar perante um atentado terrorista e o Presidente da França, François Hollande, anunciou o prolongamento por mais três meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada.

Lusa

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.