sicnot

Perfil

Atentado em Nice

"Motard" tentou impedir marcha do camião

Um 'motard' tentou impedir o camião de atropelar para a multidão, segundo um jornalista alemão que testemunhou o atentado, acrescentado que o motociclista tentou abrir a porta da cabine do condutor.

O testemunho é do jornalista 'freelancer' Richard Gutjahr, contactado telefonicamente pela agência noticiosa France Presse, que disse que o camião "foi seguido por um 'motard', que o tentou ultrapassar e que até tentou abrir a porta ao lado do motorista".

Segundo a testemunha, o 'motard' "caiu e foi atropelado pelo camião".

Gutjahr confessou-se "surpreendido" pelo facto do camião estar a andar lentamente, sem dar a entender o que aconteceu a seguir.

"Eu estava na varanda que dá diretamente para a Promenade des Anglais a ver as pessoas que estavam a celebrar (o 14 de julho), quando, de repente, o camião se dirigiu para a multidão", disse o jornalista, acrescentando que viu dois polícias a disparar contra o camião.

"Aí, o motorista carregou no acelerador, o camião avançou depressa, acelerou e atropelou a multidão em ziguezague. Depois seguiram-se 15 a 20 segundos de tiros", acrescentou.

Um camião atingiu na quinta-feira à noite uma multidão em Nice, França, na Promenade des Anglais, quando decorria um fogo-de-artifício para celebrar o dia de França.

O último balanço das autoridades francesas aponta para 84 mortos e uma centena de feridos, 18 dos quais continuam em estado considerado crítico. O condutor do camião foi abatido pela polícia.

As autoridades francesas já consideraram estar perante um atentado e o Presidente da França, François Hollande, anunciou o prolongamento por mais três meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado. França decretou luto nacional de três dias.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.