sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Mundo do desporto homenageia vítimas de Nice

Desportistas de várias modalidades condenaram a uma só voz o atentado desta noite em Nice, sul de França, que matou pelo menos 84 pessoas.

© Juan Medina / Reuters

No caso de Portugal, o Futebol Clube do Porto e o Sport Lisboa e Benfica partilharam mensagens de solidariedade nas redes sociais, ambas acompanhadas do hashtag #PrayforNice.

"A barbárie nunca vencerá a liberdade. O FC Porto associa-se à dor de todas as vítimas do ataque de Nice" e "O SL Benfica manifesta o mais profundo pesar pelas vítimas e toda a solidariedade com o povo francês" foram as mensagens dos dois clubes portugueses.

O Real Madrid, campeão europeu de futebol, também expressou as suas condolências e solidariedade para com o povo francês.

"Choque e pesar depois do ataque em Nice. Todo o nosso amor e afeição para os familiares e amigos das vítimas", publicou por sua vez o Barcelona nas redes sociais.

Hoje de manhã, a organização da Volta à França em bicicleta declarou luto e homenageou as vítimas com um minuto de silêncio antes do início da 13.ª etapa da prova, para a qual as medidas de segurança foram reforçadas.

Um outro tributo em silêncio vai ser feito no final da prova, em La Caverne du Pont d'Arc.

A Volta a França em vela começou hoje com um minuto de silêncio em Roscoff, no Reino Unido e vai terminar a 31 de julho em Nice.

Os golfistas do campo Royal Troon, sudeste de Glasgow, na Escócia estão a usar fitas pretas nos bonés para a segunda volta do Open Championship.

O atentado desta noite também afetou os quartos-de-final de ténis da Taça Davis.

"Acordámos tristes. Estamos todos muito afetados", disse Yannick Noah, capitão da seleção francesa na Taça Davis, antes da prova disputada por França e República Checa, na cidade checa de Trinec.

O espanhol Rafael Nadal escreveu uma publicação em francês, em forma de tributo: "Ouvi as notícias e estou horrorizado com o que aconteceu em Nice. Apoio ao povo francês, a todas as vítimas e às suas famílias".

Um camião atingiu na quinta-feira à noite uma multidão em Nice, França, na Promenade des Anglais, quando decorria um fogo-de-artifício para celebrar o dia de França.

O último balanço das autoridades francesas aponta para 84 mortos e uma centena de feridos, 18 dos quais continuam em estado considerado crítico. O condutor do camião foi abatido pela polícia.

As autoridades francesas já consideraram estar perante um atentado e o Presidente da França, François Hollande, anunciou o prolongamento por mais três meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado. França decretou luto nacional de três dias.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.