sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Mundo do desporto homenageia vítimas de Nice

Desportistas de várias modalidades condenaram a uma só voz o atentado desta noite em Nice, sul de França, que matou pelo menos 84 pessoas.

© Juan Medina / Reuters

No caso de Portugal, o Futebol Clube do Porto e o Sport Lisboa e Benfica partilharam mensagens de solidariedade nas redes sociais, ambas acompanhadas do hashtag #PrayforNice.

"A barbárie nunca vencerá a liberdade. O FC Porto associa-se à dor de todas as vítimas do ataque de Nice" e "O SL Benfica manifesta o mais profundo pesar pelas vítimas e toda a solidariedade com o povo francês" foram as mensagens dos dois clubes portugueses.

O Real Madrid, campeão europeu de futebol, também expressou as suas condolências e solidariedade para com o povo francês.

"Choque e pesar depois do ataque em Nice. Todo o nosso amor e afeição para os familiares e amigos das vítimas", publicou por sua vez o Barcelona nas redes sociais.

Hoje de manhã, a organização da Volta à França em bicicleta declarou luto e homenageou as vítimas com um minuto de silêncio antes do início da 13.ª etapa da prova, para a qual as medidas de segurança foram reforçadas.

Um outro tributo em silêncio vai ser feito no final da prova, em La Caverne du Pont d'Arc.

A Volta a França em vela começou hoje com um minuto de silêncio em Roscoff, no Reino Unido e vai terminar a 31 de julho em Nice.

Os golfistas do campo Royal Troon, sudeste de Glasgow, na Escócia estão a usar fitas pretas nos bonés para a segunda volta do Open Championship.

O atentado desta noite também afetou os quartos-de-final de ténis da Taça Davis.

"Acordámos tristes. Estamos todos muito afetados", disse Yannick Noah, capitão da seleção francesa na Taça Davis, antes da prova disputada por França e República Checa, na cidade checa de Trinec.

O espanhol Rafael Nadal escreveu uma publicação em francês, em forma de tributo: "Ouvi as notícias e estou horrorizado com o que aconteceu em Nice. Apoio ao povo francês, a todas as vítimas e às suas famílias".

Um camião atingiu na quinta-feira à noite uma multidão em Nice, França, na Promenade des Anglais, quando decorria um fogo-de-artifício para celebrar o dia de França.

O último balanço das autoridades francesas aponta para 84 mortos e uma centena de feridos, 18 dos quais continuam em estado considerado crítico. O condutor do camião foi abatido pela polícia.

As autoridades francesas já consideraram estar perante um atentado e o Presidente da França, François Hollande, anunciou o prolongamento por mais três meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado. França decretou luto nacional de três dias.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada.

Lusa

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.