sicnot

Perfil

Atentado em Nice

O momento em que o camião avança contra a multidão

O momento em que o camião avança contra a multidão

Um camião embateu, esta noite, numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. O motorista da viatura disparou contra a multidão mas foi abatido. Será um homem de 31 anos, natural de Nice, de origem tunisina. Segundo as autoridades francesas, 80 pessoas foram mortas. O vídeo mostra o momento em que o camião avança contra a multidão.

  • "Há famílias inteiras entre as vítimas"
    3:22

    Atentado em Nice

    O adjunto do Presidente da Câmara de Nice, Laureano Azinheirinha, confirmou ao jornalista do Expresso Daniel Ribeiro que "há famílias inteiras entre as vítimas". Toda a região foi posta em alerta vermelho, as pessoas são convidadas a permanecer em casa e a colaborar com as autoridades. O jornalista diz que neste momento Nice está quase em estado de "recolher obrigatório".

  • Português descreve cenário em Nice depois do atentado
    3:57

    Atentado em Nice

    Paulo Gonçalves é português e mora em França desde 1991. O emigrante estava a ver o fogo de artifício e descreve o cenário instalado em Nice depois de um camião ter embatido uma multidão e ter feito, pelo menos, 76 mortos e mais de 100 feridos. Depois deste atentado, o português admite que voltar a Portugal poderá ser uma opção por se sentir inseguro em França.

  • "Em menos de cinco minutos toda a gente apagou as luzes e baixou as persianas"
    2:56

    Atentado em Nice

    Daniela Cardoso, enfermeira portuguesa a trabalhar em Nice, não estava no local porque estava com os amigos a ver um jogo de futebol. Diz que ouviu tiros e ambulâncias e depressa soube pelo Facebook o que se estava a passar. "Em menos de cinco minutos toda a gente apagou as luzes e baixou as persianas". A portuguesa que mora em Nice há quatro anos diz que nunca sentiu perigo nesta zona de França.

  • O filme dos momentos de terror
    0:55

    Atentado em Nice

    Do nada, um camião branco dirige-se contra a multidão. As imagens serão das primeiras do ataque de Nice. Mostram a passagem do veículo. Primeiro, devagar e depois a ganhar velocidade perante os disparos da polícia. O que se segue são dois quilómetros de terror. Outro vídeo amador mostra a passagem do camião a grande velocidade. Quando finalmente parou começaram os disparos. Depois de abatido o condutor, foram descobertas armas e explosivos no interior do camião. O gabinete anti-terrorismo já tomou conta da investigação.

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas. Num despacho enviado à companhia aérea que os transportou, tanto o jornalista como o repórter de imagem são considerados "inadmissíveis no território da Venezuela".

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25
  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.