sicnot

Perfil

Atentado em Nice

"Se o meu amigo não me convidasse para jantar eu estava lá a ver o fogo de artifício"

"Se o meu amigo não me convidasse para jantar eu estava lá a ver o fogo de artifício"

Pedro Curtinhas é português e reside em Nice. No momento do ataque estava a jantar em casa de um amigo a cerca de dois ou três quilómetros do local. Pedro diz que se o amigo não o tivesse convidado para jantar estaria no local do ataque a assistir ao fogo de artifício como faz todos os anos.

  • Ataque em Nice poderá ter tido como alvo os turistas
    2:08

    Atentado em Nice

    Um camião embateu numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. A polícia francesa está a tratar o sucedido como sendo um atentado. Não se sabe ainda o número de vítimas, mas segundo a BFMTV, poderá haver entre 30 a 50 vítimas mortais. De acordo com as autoridades francesas, o motorista da viatura foi abatido. Nuno Rogeiro, comentador da SIC, explica que este ataque pode ter com objetivo atacar turistas. O comentador diz que o Daesh declarou guerra não só aos Estados mas também ao turismo uma vez que estes consideram que esta é uma forma de "decadência social".

  • Bagão Félix esteve na Promenade des Anglais minutos antes do ataque
    3:06

    Atentado em Nice

    Um camião embateu numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. O motorista da viatura foi abatido, segundo as autoridades francesas. Bagão Félix, comentador da SIC, conta que esteve no sítio do ataque, na Promenade des Anglais, a poucos minutos antes e descreve o cenário que se vive em Nice.

  • "A França está em guerra"
    3:55

    Atentado em Nice

    Um camião embateu numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. O General Rodolfo Begonha lembra que "a França está em guerra" e que este tipo de ataques têm como objetivo perturbar os ajuntamentos de pessoas.

  • Português estava no local do ataque
    10:43

    Atentado em Nice

    Cláudio Costa é português, mora há vários anos em Nice e estava na faixa por onde o camião entrou momentos antes deste ter embatido na multidão. No momento do embate, o português tinha passado para a outra faixa para ir ter com amigos. O jovem esteve a cerca de 5/10 metros do camião. Cláudio Costa descreve o que viu nos momentos seguintes ao atentado.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por avalanche em Itália
    1:44
  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.