sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Vladimir Putin exprime solidariedade e apela à luta contra o terrorismo

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, exprimiu hoje a sua solidariedade com a França, após o atentado de Nice, que fez 84 mortos, qualificando o ataque como um "ato bárbaro" e apelando à "luta contra o terrorismo".

"A Rússia está solidária com o povo de França neste dia difícil", escreveu o Presidente russo num telegrama para o seu homólogo francês, François Hollande, segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

"Partilhamos completamente a dor pelas mortes de um grande número de pessoas, possivelmente incluindo crianças", acrescentou.

No telegrama, Putin disse que o atentado de quinta-feira à noite, que qualificou como "particularmente cruel", mostra "que o terrorismo ignora absolutamente o que é a moral humana".

"A vitória contra este 'mal monstruoso' necessita da união das forças da humanidade civilizada", afirmou.

O político sublinhou a necessidade de "erradicar ou neutralizar os militantes e os seus ideólogos onde quer que se escondam" e afirmou que "a Rússia está pronta para uma cooperação estreita com a França e outros parceiros internacionais em todas as áreas da luta contra o terrorismo".

O chefe de Estado apresentou ainda as suas condolências às famílias das vítimas deste "ato terrorista bárbaro".

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, disse por seu lado, na cimeira Europa-Ásia que decorre em Ulan Bator, na Mongólia, que o terrorismo "representa um desafio comum", contra o qual é preciso usar "da força".

O atentado em Nice, sul de França, na quinta-feira à noite, fez pelo menos 84 mortos e mais de 100 feridos, 18 dos quais continuam em estado considerado crítico, segundo o balanço mais recente do Governo francês.

Um homem lançou um camião sobre uma multidão na avenida marginal da cidade de Nice, a Promenade des Anglais, que na quinta-feira assistia a um fogo-de-artifício para celebrar o dia nacional de França.

As autoridades francesas consideram estar perante um atentado terrorista e o Presidente da França, François Hollande, anunciou o prolongamento por mais três meses do estado de emergência que vigora no país desde o ano passado.

A autoria do ataque ainda não foi reivindicada.

O condutor do camião disparou várias vezes antes de ser abatido pela polícia, disse o presidente da região de Provence-Alpes-Cote d'Azur, Christian Estrosi.

Por outro lado, uma fonte próxima da investigação, citada pela agência noticiosa AFP, indicou que foi encontrada uma granada "inoperacional" no interior do camião de 19 toneladas, a par com "uma série de falsas caçadeiras".

Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Violência volta às favelas do Rio de Janeiro
    3:21

    Mundo

    As favelas do Rio de Janeiro voltaram aos níveis de violência dos anos 90. A cidade de Deus foi uma das favelas pacificadas que voltou a registar tiroteios diariamente, os moradores falam de situações de trauma e do medo das crianças.

  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Cão corre os EUA a entregar águas aos árbitros em jogos de basebol
    0:20