sicnot

Perfil

Atentado em Nice

"Bastille Day" pode ser retirado de exibição das salas de cinema francesas

A distribuidora de filmes francesa Studiocanal perguntou aos cinemas franceses se desejam retirar de exibição o "thriller" "Bastille Day" (Dia da Bastilha), que conta a história do planeamento de um ataque terrorista a França na véspera do dia nacional. Veja em baixo o trailer do filme.

"Bastille Day" conta a história do planeamento de um ataque terrorista a França na véspera do dia nacional

"Bastille Day" conta a história do planeamento de um ataque terrorista a França na véspera do dia nacional

O filme estreou em 237 salas de cinema francesas justamente na véspera do Dia Nacional de França, país que assistiu no próprio dia das celebrações ao atentado com um camião em Nice (sudeste), que provocou 84 mortos e mais de 200 feridos.

O "trailer" do filme tornou-se ainda mais arrepiante sobretudo depois do ataque perpetrado pelo tunisino Mohamed Lahouaiej-Bouhlel, que avançou com o camião para a Promenade des Anglais (Passeio dos Ingleses), quando centenas de pessoas assistiam ao fogo-de-artifício alusivo às celebrações.

"Perguntámos aos responsáveis pelas salas de cinema se queriam retirar o filme de exibição, uma vez que alguns aspetos do Bastille Day não estão em linha com a disposição nacional", disse uma porta-voz do Studiocanal.

O filme é uma coprodução francesa, britânica e norte-americana e conta a história de uma jovem francesa que está a preparar um ataque na véspera do Dia da Bastilha e de um agente da CIA, desempenhado pelo ator Idriss Elba, que é enviado para Paris para a desmascarar.

Além de França, o filme já estreou também em salas da Alemanha, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

Curioso é o facto de o filme ter sido publicitado com insistência em todo o país, quer na televisão, quer com cartazes nas ruas, nas estações de metro e nas traseiras dos autocarros de passageiros.

Sexta-feira, no dia seguinte ao ataque, porém, toda a publicidade foi retirada.

Com Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.