sicnot

Perfil

Atentado em Nice

"Bastille Day" pode ser retirado de exibição das salas de cinema francesas

A distribuidora de filmes francesa Studiocanal perguntou aos cinemas franceses se desejam retirar de exibição o "thriller" "Bastille Day" (Dia da Bastilha), que conta a história do planeamento de um ataque terrorista a França na véspera do dia nacional. Veja em baixo o trailer do filme.

"Bastille Day" conta a história do planeamento de um ataque terrorista a França na véspera do dia nacional

"Bastille Day" conta a história do planeamento de um ataque terrorista a França na véspera do dia nacional

O filme estreou em 237 salas de cinema francesas justamente na véspera do Dia Nacional de França, país que assistiu no próprio dia das celebrações ao atentado com um camião em Nice (sudeste), que provocou 84 mortos e mais de 200 feridos.

O "trailer" do filme tornou-se ainda mais arrepiante sobretudo depois do ataque perpetrado pelo tunisino Mohamed Lahouaiej-Bouhlel, que avançou com o camião para a Promenade des Anglais (Passeio dos Ingleses), quando centenas de pessoas assistiam ao fogo-de-artifício alusivo às celebrações.

"Perguntámos aos responsáveis pelas salas de cinema se queriam retirar o filme de exibição, uma vez que alguns aspetos do Bastille Day não estão em linha com a disposição nacional", disse uma porta-voz do Studiocanal.

O filme é uma coprodução francesa, britânica e norte-americana e conta a história de uma jovem francesa que está a preparar um ataque na véspera do Dia da Bastilha e de um agente da CIA, desempenhado pelo ator Idriss Elba, que é enviado para Paris para a desmascarar.

Além de França, o filme já estreou também em salas da Alemanha, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

Curioso é o facto de o filme ter sido publicitado com insistência em todo o país, quer na televisão, quer com cartazes nas ruas, nas estações de metro e nas traseiras dos autocarros de passageiros.

Sexta-feira, no dia seguinte ao ataque, porém, toda a publicidade foi retirada.

Com Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.