sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Atentado de Nice leva à redução de 20 a 30% no setor do turismo

O setor do turismo e as atividades paralelas registaram uma queda entre 20% e 30% como consequência do atentado de Nice, na passada quinta-feira, indicou hoje o ministro da Economia francês, Emmanuel Macron.

O ministro, que reuniu uma "célula de continuidade económica" com representantes dos principais setores económicos (comércio, turismo, hotelaria, restaurantes e atividades culturais), considerou que por agora não há sinais de "nada de crítico" e disse que há que vigiar a evolução nas próximas semanas.

Em declarações à imprensa, Macron afirmou que ainda não é possível dizer se estes primeiros efeitos vão perdurar e assinalou que houve alguns eventos cancelados pelos próprios organizadores.

A região da Côte d'Azur, no litoral sul, é o segundo centro de atração turística em França, depois de Paris.

Nice teve cerca de cinco milhões de visitantes em 2015, com um impacto de 1.500 milhões de euros, de acordo com o gabinete do turismo.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.