sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Controlo da marginal de Nice estava a ser feito apenas por um carro da polícia

Controlo da marginal de Nice estava a ser feito apenas por um carro da polícia

A polémica sobre a segurança existente na noite e local do último atentado terrorista aumenta. O jornal francês Libération avança que o controlo da entrada da zona pedonal na marginal de Nice estava a ser feito apenas por um único carro da polícia municipal e que a polícia nacional francesa não estava presente na zona.

Para o jornal, esta falha na segurança explica a facilidade com que o terrorista percorreu cerca de dois kilómetros antes de ser travado pelas autoridades.

As autoridades responsáveis pela segurança, em Nice, nas celebrações do Dia da Bastilha, recusam liminarmente que tenha existido qualquer falha de segurança.

O primeiro-ministro francês recusa afirmar qualquer falha das forças de segurança e o ministro do Interior afirma que as alegações do jornal não são verdade.

Esta nova polémica reforça as acusações da direita e extrema-direita francesa.

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.