Autárquicas 2017

Negócio com casa de Fernando Medina sob investigação

Negócio com casa de Fernando Medina sob investigação

O Ministério Público está a investigar a compra de uma casa pelo presidente da câmara de Lisboa Fernando Medina. A investigação foi aberta em agosto, depois de uma denúncia anónima.

No fim de agosto alguém apresentou uma queixa anónima na Procuradoria-Geral da República contra Fernando Medina. O queixa foi enviada para o DIAP de Lisboa que, que com os dados disponíveis,
abriu de imediato um inquérito.

Neste momento, adianta a Procuradoria-Geral da República em nota enviada à SIC, o caso está em
investigação no Departamento de Investigação e Ação Penal.

A investigação estará a apurar as condições em que Fernando Medina comprou em 2016 a casa onde vive a uma familiar direta do diretor e dos principais acionistas do grupo Teixeira Duarte.

A investigação estará a procurar que relação pode existir entre a compra dessa casa e duas adjudicações diretas de mais de 5 milhões de euros feitas, meses depois, pela Câmara de Lisboa
à Teixeira Duarte, empresa da família da antiga proprietária da casa que há anos não tinha qualquer negócio com a autarquia.

Uma das adjudicações diretas foi a empreitada de estabilização do jardim e miradouro de São Pedro de Alcântara, que teve o voto contra do CDS, que considerava não se justificar a urgência da obra.

A revista Sábado e os jornais Público, I e Observador publicaram investigações onde contam que Medina comprou a casa por menos 198 mil euros do que o valor pago 10 anos antes pela anterior proprietária. Ao mesmo tempo, o presidente da Câmara de Lisboa e a mulher vendiam a antiga casa onde viviam com um lucro de 130 mil euros, num período semelhante e para casas situadas
na mesma zona da cidade.

Ficam assim também dúvidas sobre duas evoluções distintas do mercado.

Em resposta ao jornal Público, Fernando Medina dá vários exemplos de que o preço que pagou
estava em linha com o mercado e até que houve quem fizesse na mesma altura um negócio por valor metro quadrado abaixo daquele que pagou.

Medina diz também que não imaginou que fosse possível qualquer associação com a as adjudicações diretas da Câmara de Lisboa que parecem ter justificado a investigação já em curso no Ministério Público.

  • "É como a velha expressão da mulher de César, tem que parecer que é honesto"
    5:26

    Opinião

    José Gomes Ferreira considera que o negócio imobiliário de Fernando Medina que está a ser investigado pelo Ministério Público pode não ter qualquer ilegalidade mas "é censurável" do ponto de vista ético e moral. Por outro lado, o diretor de informação da SIC não tem dúvidas que a denúncia, anónima, foi feita com o objetivo de recolher aproveitamento político.

  • Medina garante que tem vida "totalmente transparente"

    Autárquicas 2017

    O candidato socialista à presidência da Câmara de Lisboa e atual presidente do município, Fernando Medina, garantiu hoje que cumpriu "escrupulosamente" as obrigações legais relativamente à entrega da declaração de rendimentos ao Tribunal Constitucional, afirmando que foi "totalmente transparente".

  • Medina não declarou compra de apartamento de 645 mil euros
    2:13

    País

    O presidente da Câmara Municipal de Lisboa não declarou a compra de um apartamento no valor de 645 mil euros ao Tribunal Constitucional. Segundo o Observador, Fernando Medina declarou o pagamento de um sinal de 220 mil euros, mas não atualizou a declaração de rendimentos quando efetivou a compra do imóvel.

  • Três sportinguistas analisam entrevista de Bruno de Carvalho
    1:29
  • Manuel Pinho não terá declarado dinheiro que recebeu
    2:45

    Economia

    Manuel Pinho não terá declarado ao Tribunal Constitucional o dinheiro que recebeu do chamado saco azul do Grupo Espírito Santo. Esta terça-feira, no Parlamento, o antigo ministro da Economia de José Sócrates foi questionado sobre o assunto mas recusou responder.

  • Ora Eça!

    Opinião

    Eça, o meu conterrâneo que se definia como sendo "apenas um pobre homem da Póvoa de Varzim" não haveria de gostar de nada que fosse obrigatório. Durante décadas, Os Maias lá estiveram, quem sabe numa progressista lista pós-revolução, dada a natureza "sexual e incestuosa" da obra. Sai dessa lista agora. Claro que sai. "Ninguém" gostava de "ter de" ler Os Maias.

    Pedro Cruz

  • Jovens tailandeses poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo
    2:30

    Mundo

    Os 12 rapazes e o treinador resgatados de uma gruta da Tailândia já tiveram alta. Uma semana depois, saíram do hospital e deram uma conferência de imprensa em que se mostraram sorridentes. No entanto, os especialistas advertem que poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo, se forem obrigados recorrentemente a reviver tudo o que passaram.

  • Os portugueses que se cruzaram na vida de Mandela
    2:19
  • Cem anos de Mandela: o legado de um "gigante da História"

    Mundo

    Na história da Humanidade contam-se muito poucas figuras capazes de gerar uma aclamação unânime e global de elogio e agradecimento. Nelson Mandela está nessa lista de eleitos. No dia em que completaria 100 anos, recordamos o legado de "Madiba", um dos maiores impulsionadores da paz que este mundo já conheceu.

    André de Jesus

  • Será este o táxi mais autografado do mundo?
    2:27
  • Quem é a mais recente líder da Sonae?
    2:16
  • Rádio Escuta dá voz aos imigrantes que vivem em Lisboa
    4:02

    País

    Uma rádio comunitária está no ar, por estes dias, no bairro do Intendente, em Lisboa. O projeto é temporário e termina no próximo domingo. Mas até lá, a Rádio Escuta chega a mais de 100 países, pela internet, e dá voz aos imigrantes de diversas origens que vivem em Lisboa.

  • Lisboa vai ser Capital Verde da Europa em 2020
    2:54

    País

    O vereador do Ambiente de Lisboa quer envolver todos os cidadãos, empresas e agentes culturais na Capital Verde da Europa em 2020. Lisboa é a primeira cidade do sul da Europa a conseguir a distinção e, até lá, a Câmara promete um conjunto de investimentos para tornar a capital portuguesa um exemplo na área ambiental. Um deles é a construção de uma central solar.

  • Donald Trump em nova polémica

    Mundo

    O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, fez estalar uma nova polémica ao chamar ao Montenegro um "país muito pequeno" cujos habitantes são "muito agressivos" e por parecer questionar o princípio da defesa mútua dentro da NATO.

  • Urso apanhado na piscina de moradia de luxo na Califórnia
    1:35