sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Autoridades gregas negam que destroços sejam do avião da EgyptAir

O chefe da autoridade de segurança aérea da Grécia negou hoje que os destroços encontrados no Mediterrâneo sejam do avião da EgyptAir que se despenhou ao largo de uma ilha grega com 66 pessoas a bordo.

© Christian Hartmann / Reuters

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

"Até agora, a análise indica que os destroços não são de um avião", disse o chefe da autoridade de segurança aérea da Grécia, após a companhia aérea egípcia ter confirmado a descoberta dos destroços do avião da Egyptair, que hoje de madrugada caiu a cerca de 200 milhas a sul da ilha de Creta, uma área sob responsabilidade do Egito.

O mesmo responsável adiantou que falou com o seu homólogo egípcio às 17:45 horas locais (18:45 em Lisboa) e que lhe afirmou não estar ainda provado que os destroços encontrados pertencem ao "voo MS804".

O aparelho, um airbus 320, descolou de Paris rumo ao Cairo na noite de quarta-feira, e desapareceu ao início da madrugada ao entrar no espaço aéreo egípcio.

A bordo seguiam 56 passageiros, incluindo um português, sete tripulantes e três agentes da segurança.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07