sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Encontrados destroços do avião da Egyptair

Foram encontrados alguns destroços do voo MS804, que se despenhou no Mediterrâneo esta madrugada, anunciou a companhia áerea Egyptair.

ETIENNE LAURENT

Última atualização às 18:26

Na rede social Twitter e no seu site oficial, a EgyptAir adianta que o Ministério dos Negócios Estrangeiros egípcio "confirma a descoberta de destroços do avião MS804 perto da ilha de Karpathos (Grécia)".

Além dos destroços, foram também localizados a flutuar coletes salva-vidas e utensílios de plástico.

A companhia aérea acrescenta que os familiares dos passageiros e da tripulação já foram informados e que as autoridades egípcias e gregas "continuam à procura de outros destroços do avião desaparecido".

O aparelho, um Airbus A320 , fazia a ligação entre Paris e o Cairo. A bordo seguiam 66 pessoas, entre elas um cidadão português.

O avião desapareceu dos radares no momento em que se preparava para entrar no espaço aéreo egípcio. Não emitiu qualquer pedido de socorro.

O ministro da Aviação Civil do Egito diz que a hipótese de atentado é mais provável do que a possibilidade de ter havido uma falha técnica.

Responsáveis egípcios indicam que o aparelho fez duas viragens acentuadas e perdeu altitude antes da queda.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38