sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Português a bordo de avião desaparecido era responsável da Mota-Engil para África

Português a bordo de avião desaparecido era responsável da Mota-Engil para África

O português de 62 anos que seguia a bordo do avião da EgyptAir era um alto responsável da Mota Engil para o continente africano, com residência em Lisboa e Joanesburgo. As informações são avançadas pelo secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, que já apresentou as condolências à família.

"Confirmamos que estava um português a bordo deste avião que caiu, com 62 anos, inscrito no consulado de Joanesburgo, mas com residência em Lisboa, tinha quatro filhos e era o responsável da Mota-Engil para os mercados africanos", adiantou José Luís Carneiro.

O secretário de Estado disse que já apresentou as condolências à família em nome do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) e do Governo português.

"Já tivemos a oportunidade de apresentar as nossas condolências à família. Já falei com a mulher em nome do MNE e do primeiro-ministro. O nosso gabinete de emergência consular já está a manter contactos com os nossos serviço consulares e diplomáticos em França e no Egito por forma a podermos dar o apoio necessário às diligências que se vão seguir caso se confirme a morte de todos os passageiros como o registo e a trasladação", declarou.

O secretário de Estado disse ainda que a empresa Mota-Engil já se mostrou disponível para custear as despesas que venham a ser reconhecidas como não estando cobertas pelo seguro.

Com Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50