sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Português a bordo do avião da Egyptair tinha 62 anos e trabalhava em Joanesburgo

A secretaria de Estado das Comunidades informou hoje que o português que seguia a bordo do avião da Egyptair que se terá despenhado no Mediterrâneo, tinha 62 anos e trabalhava em Joanesburgo, na África do Sul. De acordo com o Expresso, era casado e tinha quatro filhos.

© Amr Dalsh / Reuters

A secretaria de Estado referiu que o cidadão português tem "sede de trabalho em Joanesburgo, na África do Sul" e que, "em breve", serão dadas mais informações sobre o passageiros português.

O Expresso adianta que a vítima portuguesa chama-se João Silva, era casado e pai de quatro filhos, citando uma fonte da Mota-Engil, onde trabalhava.

O avião da Egyptair hoje desaparecido despenhou-se ao largo da ilha grega de Karpathos, no Mediterrâneo, no espaço aéreo egício, disse à agência France Presse uma fonte aeroportuária grega.

O voo MS804 da Egyptair, que fazia a ligação entre Paris e o Cairo, transportava 66 passageiros a bordo, entre eles um português, 15 cidadãos franceses, um britânico e um canadiano.

No avião, que voava de Paris para o Cairo, viajavam também dois iraquianos, um britânico, um belga, um kuwaitiano, um saudita, um sudanês, um chadiano, um argelino e um canadiano.

A fonte da avião civil da Grécia disse também que a última comunicação com o piloto do voo da Egyptair ocorreu três minutos antes de o aparelho se ter despenhado, acrescentando que não foi recebida qualquer mensagem de alerta.

O voo partiu do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, às 23:09 de quarta-feira, hora local, e devia chegar ao aeroporto internacional do Cairo na madrugada de hoje.

Com Lusa/Última atualização às 12:09

  • Avião da EgyptAir despenhou-se no Mediterrâneo

    Avião desaparecido no Mediterrâneo

    Um avião da EgyptAir desapareceu hoje no Mar Mediterrâneo. Seguia de Paris para o Cairo. O Presidente francês confirma que o aparelho se despenhou, as causas são ainda desconhecidas. Os serviços de segurança franceses não afastam a hipótese de se ter tratado de um ataque terrorista. Há registo de um passageiro de nacionalidade portuguesa a bordo do aparelho onde viajavam 66 pessoas (56 passageiros e 10 membros da tripulação).

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.