sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Parte de um corpo, assentos de avião e malas encontrados no mar

Em desenvolvimento

O ministério da Defesa grego anunciou que as autoridades egípcias detetaram no mar uma parte de um corpo, dois assentos e malas, informação entretanto confirmada pelo Governo egípcio. O exército egípcio tinha já dito que tinha encontrado destroços do Airbus da Egyptair, desaparecido desde ontem no Mediterrâneo. Investigadores britânicos e franceses e um perito da Airbus chegaram entretanto ao Cairo.

EGYPTIAN DEFENCE MINISTRY/HANDOUT

EGYPTIAN DEFENCE MINISTRY/HANDOUT

17:15
Um barco de patrulha da Marinha francesa vai participar nas operações de busca. Equipado com sonar vai especialmente dedicar-se à procura das caixas negras. Deverá demorar dois ou três dias a alcançar o local da queda do avião - entre a costa de Alexandria e a ilha grega de Creta.

17:10
Os EUA apoiam as buscas com um avião da Marinha P-3 Orion estacionado na base naval e aérea de Sigonella na Sicília, Itália. O Pentágono adiantou que já foram feitos dois voos mas que os pilotos norte-americanos não avistaram quaisquer destroços.

16:55
O secretário de Estado do Vaticano disse que o Papa enviou uma mensagem de solidariedade ao Presidente do Egito Abdel-Fattah el-Sissi e aos familiares das vítimas.

16:40
O presidente da EgyptAir, Safwat Moslem, disse à televisão estatal egípcia que o raio das buscas abrange 64 quilómetros, mas que será alargado se necessário.

16:25
O ministro egípcio da aviação civil confirmou que a Marinha egípcia encontrou "destroços de avião, pertences de passageiros, restos mortais humanos, e assentos de avião. A busca continua", disse em comunicado.

14:30
A Agência Espacial Europeia (ESA) diz que detetou aquilo que parece ser uma mancha de petróleo perto do local onde o Airbus se despenhou no mar Mediterrâneo.

"De acordo com a imagem de satélite, a mancha está a cerca de 40 quilómetros a sudeste da última localização conhecida do aparelho", disse a agência europeia, acrescentando que "a mancha tem cerca de dois quilómetros de comprimento".

12:12
O ministério da Defesa grego anunciou que as autoridades egípcias detetaram no mar um corpo, dois assentos e malas.

12:00
A EgyptAir enviou condolências aos familiares das vítimas da queda do avião através do Twitter.

EGYPTAIR sincerely conveys its deepest sorrow to the families and friends of the passengers onboard Flight MS804. #MS804 #Egyptair

— EGYPTAIR (@EGYPTAIR) May 20, 2016

11:15
A Presidência egípcia expressou hoje "profunda tristeza" pela morte de 66 passageiros e tripulação a bordo do avião da EgyptAir. É a primeira declaração oficial em que o Egito reconhece que o avião caiu.

10:50
"Aviões e navios do Exército encontraram objetos pessoais dos passageiros e destroços do aparelho a 290 quilómetros a norte de Alexandria", referem os militares em comunicado. "As buscas continuam e estamos a retirar da água tudo o que encontramos".

Três investigadores franceses e três britânicos bem como um perito da Airbus chegaram já ao Cairo para ajudarem na investigação ao que aconteceu ao Airbus A320.

O voo 804 da EgyptAir que fazia a ligação Paris-Cairo caiu na madrugada de quinta-feira no Mar Mediterrâneo com 66 pessoas a bordo, uma delas era um cidadão português.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.