sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Meios reforçados para tentar detetar caixas negras do avião que caiu no Mediterrâneo

O Egito anunciou hoje ter enviado um submarino para o Mediterrâneo três dias após a queda do avião da EgyptAir para localizar as decisivas "caixas negras" que podem ajudar a esclarecer a tese de acidente ou de atentado.

Uncredited

O presidente egípcio Abdel Fattah al-Sisi pronunciou-se sobre a polémica em curso, para recordar que na atual situação "todas as hipóteses são possíveis" e que nenhuma está a ser privilegiada.

O ministro da Aviação civil referiu-se à tese de atentado no dia da catástrofe, mas de seguida a ausência de uma reivindicação e a emissão de alertas assinalando fumo a bordo e uma falha do sistema de comandos de voo reforçaram a hipótese de um acidente técnico.

O voo MS804 que fazia a ligação Paris-Cairo despenhou-se no mar Mediterrâneo na noite de quarta-feira para quinta-feira com 66 pessoas a bordo, incluindo 30 egípcios, 15 franceses e um cidadão português, após ter desaparecido subitamente dos radares.

Os navios e aviões dos exércitos egípcio e francês escrutinaram pelo terceiro dia o mar entre a ilha de Creta e a costa norte do Egito, procurando localizar a carlinga do Airbus A320 e as "caixas negras", os dois registos de voo.

Um avião francês de vigilância marítima detetou hoje novos e "diversos objetos flutuantes, provavelmente ligados ao avião", indicou um porta-voz da Marinha francesa. Até ao momento ainda não foi detetado nenhum corpo.

De visita à província de Damieta (norte), o presidente egípcio Al-Sisi considerou "ser muito importante saber que não existe nenhuma suposição concreta que neste momento nos permita determinar o que ocorreu" e pediu aos media nacionais e internacionais para não emitirem suposições.

"Aos media internacionais e nacionais: por favor, até agora todas as hipóteses são possíveis, e por isso é muito importante que não falemos ou digamos que existe uma determinada suposição", disse.

Lusa

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Euforia e preocupação no Santiago de Bernabéu
    3:02
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57