sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Centenas de pessoas despedem-se das vítimas do queda do avião da EgyptAir

Centenas de pessoas despediram-se hoje das 66 vítimas da queda do avião da Egyptair na quinta-feira no Mediterrâneo, numa cerimónia oficial, numa mesquita do Cairo, em que estiveram representantes do governo e da companhia aérea egípcia.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

A cerimónia, organizada pelo Ministério da Aviação Civil, decorreu na mesquita marechal Tantawi, nos arredores da capital egípcia, constatou a agência noticiosa espanhola EFE.

Apesar de os corpos ainda não terem sido recuperados das águas, a cerimónia foi realizada para honrar a memória dos que viajavam no voo MS840, 56 passageiros, sete tripulantes e três agentes de segurança.

No domingo foi celebrada uma missa na catedral do Cairo em memória dos nove cristãos que morreram no desastre.

A maior parte das vítimas era egípcia (30), tendo morrido também 15 cidadãos franceses, um português e várias pessoas de outras nacionalidades, sobretudo africanas e árabes.

A queda do Airbus A320, que fazia a ligação Paris-Cairo, não foi reivindicada por qualquer grupo terrorista.

Lusa

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.