sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

EgyptAir começa a indemnizar famílias das vítimas do acidente no Mediterrâneo

As famílias das 66 vítimas mortais do acidente que envolveu um avião da companhia aérea egípcia EgyptAir em maio no mar Mediterrâneo vão começar a ser indemnizadas, divulgou hoje o presidente da transportadora aérea, Safwat Mussallam.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Em declarações à agência noticiosa francesa AFP, Safwat Mussallam referiu que cada família vai receber uma indemnização inicial de 25 mil dólares (cerca de 22 mil euros).

Esta verba não vai interferir com as compensações financeiras que serão posteriormente pagas pelas seguradoras, em função dos diferentes atores implicados no desastre que ainda estão por determinar.

A investigação ao acidente ainda prossegue e as causas do desastre permanecem desconhecidas.

O voo MS804 da EgyptAir, que ligava Paris ao Cairo, despenhou-se a 19 de maio entre a ilha grega de Creta e a costa norte do Egito, no Mediterrâneo, após ter subitamente desaparecido dos ecrãs radar. Estavam 66 pessoas a bordo, incluindo um cidadão português de 62 anos que trabalhava em Joanesburgo, na África do Sul.

Safwat Mussallam explicou que o pagamento da indemnização preliminar será feito "após a emissão das certidões de óbito e das declarações de sucessão para cada família".

"As certidões de óbito estarão prontas esta semana, antes de quinta-feira, para os egípcios e para os estrangeiros", precisou o presidente da EgyptAir.

Entre os passageiros e os tripulantes do voo MS804 constavam várias nacionalidades. A grande parte eram cidadãos egípcios e franceses, mas também existiam pessoas do Canadá, Argélia, Bélgica, Reino Unido, Chade, Arábia Saudita e do Sudão.

A comissão de inquérito egípcia anunciou no domingo que começou a examinar as duas "caixas negras" do aparelho (um Airbus A320), encontradas na semana passada, com a recuperação dos cartões de memória.

Estes cartões de memória vão ser submetidos a "testes eletrónicos", um processo que serve para verificar o estado de funcionamento dos dispositivos e para prosseguir "para a fase de recuperação de dados".

Os investigadores egípcios contam com a colaboração de peritos franceses do Gabinete de investigações e análises (BEA) da aviação civil e do fabricante europeu Airbus, bem como de um representante da agência de segurança de transportes norte-americana (NTSB, na sigla em inglês) e de um perito destacado por um fabricante norte-americano de "caixas negras".

Os motores do aparelho da EgyptAir foram construídos por um consórcio que integra uma companhia norte-americana.

Lusa

  • Confrontos entre gangues rivais na prisão brasileira de Natal

    Mundo

    Dois gangues rivais entraram em confronto na Penitenciária de Alcaçuz, a mesma onde morreram 26 presos num motim esta semana, avança a agência France Press. O site da Globo refere que há um morto e sete feridos. O Exército já foi chamado a intervir.

    Em desenvolvimento

  • As crianças e o frio. O que vestir
    1:58

    País

    O médico Pedro Ribeiro da Silva, da Direção-Geral da Saúde, aconselha especial cuidado com as extremidades do corpo - usar luvas e gorros. E demasiado agasalhadas pode levá-as a transpirar mais e, consequentemente, desidratar.

  • Transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos
    2:32

    Economia

    Os transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos já a partir do próximo mês e a poupança nos passes combinados pode chegar até aos 12 euros por mês. Para além disso, foram criados 1280 lugares de estacionamento gratuito junto às estações da CP e Governo reafirma ainda que a linha será alvo de obras de melhoramentos este ano. Em 2016 passaram pela linha de Cascais 25 milhões de passageiros, mais 2,9% que no ano anterior.

  • Edíficio histórico de Teerão desmorona-se durante incêndio
    1:20
  • Cantora da Lambada encontrada morta carbonizada

    Cultura

    A cantora brasileira Loalwa Braz Vieira, ícone da Lambada do fim dos anos 80 e intérprete da música "Chorando se foi", foi encontrada morta num carro incendiado em Saquarema, Rio de Janeiro. A notícia é avançada pela Globo.