sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

EgyptAir começa a indemnizar famílias das vítimas do acidente no Mediterrâneo

As famílias das 66 vítimas mortais do acidente que envolveu um avião da companhia aérea egípcia EgyptAir em maio no mar Mediterrâneo vão começar a ser indemnizadas, divulgou hoje o presidente da transportadora aérea, Safwat Mussallam.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Em declarações à agência noticiosa francesa AFP, Safwat Mussallam referiu que cada família vai receber uma indemnização inicial de 25 mil dólares (cerca de 22 mil euros).

Esta verba não vai interferir com as compensações financeiras que serão posteriormente pagas pelas seguradoras, em função dos diferentes atores implicados no desastre que ainda estão por determinar.

A investigação ao acidente ainda prossegue e as causas do desastre permanecem desconhecidas.

O voo MS804 da EgyptAir, que ligava Paris ao Cairo, despenhou-se a 19 de maio entre a ilha grega de Creta e a costa norte do Egito, no Mediterrâneo, após ter subitamente desaparecido dos ecrãs radar. Estavam 66 pessoas a bordo, incluindo um cidadão português de 62 anos que trabalhava em Joanesburgo, na África do Sul.

Safwat Mussallam explicou que o pagamento da indemnização preliminar será feito "após a emissão das certidões de óbito e das declarações de sucessão para cada família".

"As certidões de óbito estarão prontas esta semana, antes de quinta-feira, para os egípcios e para os estrangeiros", precisou o presidente da EgyptAir.

Entre os passageiros e os tripulantes do voo MS804 constavam várias nacionalidades. A grande parte eram cidadãos egípcios e franceses, mas também existiam pessoas do Canadá, Argélia, Bélgica, Reino Unido, Chade, Arábia Saudita e do Sudão.

A comissão de inquérito egípcia anunciou no domingo que começou a examinar as duas "caixas negras" do aparelho (um Airbus A320), encontradas na semana passada, com a recuperação dos cartões de memória.

Estes cartões de memória vão ser submetidos a "testes eletrónicos", um processo que serve para verificar o estado de funcionamento dos dispositivos e para prosseguir "para a fase de recuperação de dados".

Os investigadores egípcios contam com a colaboração de peritos franceses do Gabinete de investigações e análises (BEA) da aviação civil e do fabricante europeu Airbus, bem como de um representante da agência de segurança de transportes norte-americana (NTSB, na sigla em inglês) e de um perito destacado por um fabricante norte-americano de "caixas negras".

Os motores do aparelho da EgyptAir foram construídos por um consórcio que integra uma companhia norte-americana.

Lusa

  • Trump eleito personalidade do ano pela revista Time

    Mundo

    O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, foi eleito personalidade do ano pla revista Time. O título é atribuído pela publicação norte-americana há quase 90 anos para distinguir a figura que marcou o ano.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.