sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Caixas negras do avião da EgyptAir vão ser reparadas em França

As memórias das duas caixas negras do Airbus da Egyptair que se despenhou no Mediterrâneo há um mês estão "danificadas" e vão ser reparadas em França a partir da próxima semana, anunciou esta noite a comissão de inquérito egípcia.

© Christian Hartmann / Reuters

Apenas as análises dos registos de voo poderão revelar as causas da queda do A320 que caiu no mar com 66 pessoas a bordo, incluindo 30 egípcios, 15 franceses e um cidadão português, após ter desaparecido subitamente dos ecrãs dos radares, na noite do passado dia 18 de maio.

"As memórias dos dois registos de voo estão danificadas", afirmou a comissão em comunicado. "A comissão de inquérito desloca-se a França na próxima semana com os circuitos elétricos das duas caixas negras para as reparar no laboratório do Gabinete de inquéritos e Análises (BEA) e eliminar os depósitos de sal", acrescenta o texto.

Após a reparação, as memórias serão "reenviadas para o Cairo onde deve ser efetuada a análise de dados em laboratórios do ministério da Aviação civil", segundo o comunicado.

O "Cockpit Voice Recorder (CVR), que assinala as conversações no cockpit, e o Flight Data Recorder (FDR), que regista todos os parâmetros de voo, foram recuperados "em fragmentos" na semana passada pelo "John Lethbridge", um navio da companhia francesa Deep Ocean Search (DOS).

Lusa

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC