sicnot

Perfil

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Avião desaparecido no Mediterrâneo

Caixas negras do avião da EgyptAir vão ser reparadas em França

As memórias das duas caixas negras do Airbus da Egyptair que se despenhou no Mediterrâneo há um mês estão "danificadas" e vão ser reparadas em França a partir da próxima semana, anunciou esta noite a comissão de inquérito egípcia.

© Christian Hartmann / Reuters

Apenas as análises dos registos de voo poderão revelar as causas da queda do A320 que caiu no mar com 66 pessoas a bordo, incluindo 30 egípcios, 15 franceses e um cidadão português, após ter desaparecido subitamente dos ecrãs dos radares, na noite do passado dia 18 de maio.

"As memórias dos dois registos de voo estão danificadas", afirmou a comissão em comunicado. "A comissão de inquérito desloca-se a França na próxima semana com os circuitos elétricos das duas caixas negras para as reparar no laboratório do Gabinete de inquéritos e Análises (BEA) e eliminar os depósitos de sal", acrescenta o texto.

Após a reparação, as memórias serão "reenviadas para o Cairo onde deve ser efetuada a análise de dados em laboratórios do ministério da Aviação civil", segundo o comunicado.

O "Cockpit Voice Recorder (CVR), que assinala as conversações no cockpit, e o Flight Data Recorder (FDR), que regista todos os parâmetros de voo, foram recuperados "em fragmentos" na semana passada pelo "John Lethbridge", um navio da companhia francesa Deep Ocean Search (DOS).

Lusa

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Novo campo de refugiados construído em Mossul

    Mundo

    Um novo campo de refugiados foi construído em Mossul, no Iraque. Com cerca de 4 mil tendas, foi construído durante 45 dias para albergar os deslocados que se prevê que aumentem com a atual ofensiva militar na zona ocidental da cidade.