sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Finanças negam poupança até mil M€ não pagando dívida sénior do Banif.

O Ministério das Finanças rejeita que fosse possível poupar até mil milhões de euros não pagando a dívida sénior do Banif.

Lusa

Lusa

Tiago Petinga

O gabinete de Mário Centeno esclarece que a participação deste tipo de dívida na cobertura de pejuízos atingiria, no máximo, os 169 milhões de euros.

Para alcançar uma poupança superior, garante, seria preciso chamar os depositantes à solução, algo que o Ministério acredita que colocaria em causa a confiança no sistema financeiro.

O Governo diz ainda que o mais importante foi salvaguardar os depósitos e, sublinha, no caso de chamar os obrgacionistas séniores à solução, seriam incluídos também cerca de 200 milhões de euros de depósitos de emigrantes.

  • Governo não seguiu recomendação de Bruxelas sobre Banif

    Banif

    A Comissão Europeia propôs ao anterior Governo, em dezembro de 2014, a divisão do Banif em "banco bom" que deveria ser vendido até ao final de 2017, e em "banco mau", um veículo especial onde seriam colocados os ativos não estratégicos. De acordo com o Expresso, o Governo não seguiu a recomendação que poupava ao Estado até mil milhões de euros.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.