sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Governo da Madeira diz estar a ser estudada solução para lesados do Banif

O presidente do Governo Regional da Madeira afirmou hoje que está a ser estudada uma solução para os lesados do Banif que, apesar de não ser a "ideal", pode ressarcir investimentos, ainda que "não totalmente".

© Rafael Marchante / Reuters (Arquivo)

"Não é uma solução ótima, ideal, mas pelo menos se for encontrada, como eu espero, será uma possibilidade de ressarcir, ainda que não totalmente, as pessoas que foram afetadas", afirmou Miguel Albuquerque à margem de uma visita a um centro de saúde, no norte da ilha.

Miguel Albuquerque não adiantou mais esclarecimentos sobre a solução em causa, mas adiantou que "o Santander está a tentar encontrar instrumentos que sejam colocados no mercado no sentido de permitir aos lesados, durante x anos, poderem ser ressarcidos dos investimentos que fizeram", explicou.

De acordo com os dados do Governo, Açores e Madeira têm cerca de 5.000 detentores de obrigações subordinadas.

Miguel Albuquerque, afirmou que, enquanto presidente do executivo, tem cumprido o sue "papel de influenciar e de tentar chamar à atenção das instituições envolvidas" para a situação dos lesados do Banif, revelando ter estado em contacto com "responsáveis do banco Santander Totta e até com os próprios responsáveis nacionais".

O responsável adiantou ainda que, no caso de algumas Instituições de Solidariedade Social, está a ser desenvolvida uma solução "no âmbito do mecenato".

"Evidentemente que esse trabalho está a ser feito e não vai depender só do Santander, mas sim de um conjunto de fatores", alertou.

Na segunda-feira cerca de duas centenas de lesados do Banif manifestaram-se no Funchal, em frente à antiga sede do banco e, depois, junto ao Santander Totta, banco que comprou o Banif, exigindo a devolução do dinheiro investido em aplicações.

Eram sobretudo emigrantes e ex-emigrantes, oriundos de vários concelhos da Madeira, e empunhavam cartazes com inscrições como "Gatunos paguem o que devem", "Nós é que sofremos e ninguém vai preso", "Queremos o nosso dinheiro, mentirosos aldrabões".

A 20 de dezembro, o Governo e o Banco de Portugal decidiram a venda da atividade do Banif e da maior parte dos seus ativos e passivos ao Banco Santander Totta por 150 milhões de euros.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.