sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Comissão de inquérito ao Banif define hoje quem será ouvido

A comissão parlamentar de inquérito à venda do Banif reúne-se hoje para indicar as personalidades a ouvir, sendo de esperar que compareçam na Assembleia da República figuras do banco, agentes políticos e entidades de supervisão e regulação.

© Rafael Marchante / Reuters (Arquivo)

Para as 14:30 de hoje está prevista uma reunião dos coordenadores dos partidos na comissão, encontro à porta fechada, sendo que às 15:30 haverá um encontro aberto para definir a documentação a pedir às várias entidades ligadas à venda do Banif e as audições que os deputados entendam por necessárias para conhecerem a globalidade dos factos.

PSD e Bloco de Esquerda foram os primeiros partidos a apresentar nomes: os bloquistas, que têm Mariana Mortágua como única deputada efetiva na comissão, anunciaram já que vão chamar administradores, reguladores, supervisores, figuras da Comissão Europeia e elementos de vários governos.

O PSD, por seu turno, quer ouvir na comissão de inquérito sobre o Banif personalidades de várias áreas, entre administradores e trabalhadores do banco, supervisores, reguladores e figuras políticas, tendo dividido em seis blocos os seus pedidos de audição.

Entre os dois partidos - e previsivelmente entre as demais forças políticas representadas na comissão - há vários nomes em comum: são chamados vários elementos da administração do Banif, figuras políticas - como os antigos ministros das Finanças do PSD Maria Luís Albuquerque e Vítor Gaspar e o atual titular da pasta, Mário Centeno (PS) - e nomes ligados a entidades de regulação ou supervisão, casos do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa.

O arranque oficial dos trabalhos da comissão, na semana passada, foi marcado pelo pedido do PSD - com o apoio do CDS-PP - de uma auditoria externa independente ao Banif.

Os deputados do PS, Bloco de Esquerda (BE) e Partido Comunista Português (PCP) chumbaram este requerimento e requisitaram por sua vez o apoio de quadros da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) "para coadjuvar, quando necessário, os trabalhos da comissão em domínios de natureza financeira".

Os sociais-democratas, contudo, anunciaram já que vão voltar à carga e acreditam - diz o deputado coordenador na comissão, Carlos Abreu Amorim - ser "cada vez mais urgente" a realização de tal auditoria.

O PS, pelo deputado coordenador João Galamba, disse entretanto que PSD e CDS-PP "mostram não ter respeito pelo seu próprio trabalho" e pelo de outros parlamentares: "Chumbámos a auditoria externa porque temos respeito pelo nosso trabalho e também pelo dos deputados de PSD e CDS-PP", advogou o socialista.

O parlamentar lembrou que os deputados e a comissão de inquérito tem mais poderes - inclusive judiciais - do que empresas como as auditoras, nomeadamente a nível de sigilo bancário ou outras matérias.

O "avaliar" do "comportamento da autoridade de supervisão financeira, o Banco de Portugal, sobre o caso Banif, é um dos objetivos da comissão parlamentar de inquérito sobre a venda do banco.

O processo de venda, em dezembro de 2015, é também mote evidente dos trabalhos dos vários partidos, e procurar-se-á fazer "a avaliação de riscos e alternativas" da decisão, "no interesse dos seus trabalhadores, dos depositantes, dos contribuintes e da estabilidade do sistema financeiro".

A 20 de dezembro o Governo e o Banco de Portugal anunciaram a resolução do Banif, com a venda de parte da atividade bancária ao Santander Totta, por 150 milhões de euros, e a transferência de outros ativos - incluindo 'tóxicos' - para a nova sociedade veículo.

A resolução foi acompanhada de um apoio público de 2.255 milhões de euros, sendo que 1.766 milhões de euros saem diretamente do Estado e 489 milhões do Fundo de Resolução bancário, que consolida nas contas públicas.

Lusa

  • Lesados do Banif vão criar associação
    1:35

    Economia

    Um grupo de 50 lesados do Banif deu esta noite o primeiro passo para a constituição de uma associação. O porta-voz do grupo admite que o numero de clientes vitimas da resolução, possa chegar aos 15 mil. São pessoas que investiram em obrigações e ações.

  • Lesados do Banif em protesto na Madeira
    2:28

    Banif

    Na Madeira e nos Açores há cerca de 5 mil clientes que reclamam as poupanças investidas. No Funchal, 100 clientes manifestaram-se junto ao Santander a exigir a intervenção do governo e do Banco de Portugal para que lhes seja restituído o dinheiro das poupanças que depositaram.

  • Quem é quem na comissão de inquérito ao Banif
    2:35

    Banif

    A Comissão de Inquérito ao Caso Banif toma hoje posse, às 14h30, mas o Orçamento do Estado pode atirar o início das audições para Março. Os partidos acrescentaram peso político aos nomes escolhidos na nova investigação parlamentar, que vai ser presidida pelo deputado comunista António Filipe.

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.