sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Bruxelas garante prioridade no pedido da comissão de inquérito ao Banif

A Comissão Europeia garantiu hoje estar a tratar como matéria prioritária o pedido feito pela comissão parlamentar de inquérito sobre o Banif, mas lembrou ser necessário tempo para tratar do pedido de "larga extensão", segundo um porta-voz.

Tiago Petinga/LUSA

Numa nota enviada à agência Lusa, um porta-voz do executivo comunitário garantiu que a Comissão está a "ajudar e a cooperar integralmente com o parlamento português neste inquérito", no âmbito do seu "mandato e capacidade".

"A Comissão já confirmou ao parlamento português estar a tomar as medidas necessárias para lidar adequadamente com o pedido", acrescentou a mesma fonte, indicando que, apesar de a solicitação estar a ser "com certeza, tratada como matéria prioritária", a "larga extensão" do pedido requer "um pouco de tempo".

Na terça-feira, o presidente da comissão de inquérito, o deputado comunista português António Filipe, tinha lamentado, à rádio TSF, a falta de colaboração das instituições europeias.

Mais tarde, já no parlamento, o deputado indicou que a Comissão tinha entrado em contacto e que nos próximos dias enviaria a documentação solicitada pelos parlamentares.

António Filipe precisou que a Comissão, através do seu presidente, Jean-Claude Juncker, endereçou uma carta à comissão de inquérito para garantir a disponibilidade em colaborar com os parlamentares.

Lusa

  • Ex-presidente do Banif lança críticas ao BdP e à TVI
    2:31

    Banif

    Durante a audiência com a Comissão de Inquérito ao Banif, o ex-presidente do banco, Jorge Tomé, lançou várias críticas ao Banco de Portugal e à TVI. O ex-presidente do Banif diz que o supervisor mudou, inesperadamente, a sua postura em relação ao banco e sublinhou que a notícia da TVI determinou a medida de resolução.

  • Ex-presidente do Banif não estava à espera da resolução do banco
    1:29

    Banif

    Na primeira audição da comissão parlamentar de inquérito, Joaquim Marques dos Santos não conseguiu explicar aos deputados a diferença de 700 milhões de euros de aumento de capital que o banco precisou em 2012 e, admite ter sido surpreendido pela resolução do banco. O ex-presidente do Banif afirmou ainda que tentou sem sucesso arranjar novos acionistas entre 2010 e 2011.

  • Lisboa assinala fim das obras no Saldanha
    2:39