sicnot

Perfil

Banif

Danièle Nouy nega qualquer interferência na resolução e venda do Banif

Danièle Nouy nega qualquer interferência na resolução e venda do Banif

A presidente do mecanismo europeu de supervisão garante que não interferiu na resolução do Banif nem foi alvo de pressão para que o Santander comprasse o Banif. Questionada pelo eurodeputado José Manuel Fernandes, Danièle Nouy diz que a única coisa que fez foi responder, por email, a um pedido de esclarecimento de Mário Centeno. A verdade é que, nesse e-mail, a responsável europeia dava a entender que o Santander era o melhor candidato.

  • Lesados do Banif voltam a manifestar-se no Funchal
    2:27

    Banif

    Os lesados do Banif voltaram a exigir que lhes seja pago o dinheiro perdido com a venda do banco ao Santander Totta. No Funchal fizeram-se ouvir mais uma vez, representados por um associação recém criada que promete levar a exigência a instâncias nacionais e internacionais, tal como disse à SIC Jaime Alves, representante da Associação dos Lesados do Banif.

  • PSD quer voltar a ouvir Mário Centeno na Comissão de Inquérito do Banif
    1:25

    Economia

    O PSD quer que o ministro das Finanças volte à Comissão de Inquérito ao caso Banif. Os deputados sociais-democratas dizem que a troca de correspondência entre o ministro e o BCE, conhecida esta semana, coloca em causa as declarações de Mário Centeno na comissão. Os parlamentares do PSD levantam mesmo dúvidas sobre um eventual acordo para a venda do Banif ao Santader.

  • PSD sugere que Centeno terá feito pressão na venda do Banif
    1:56

    Banif

    O PSD sugere que terá sido o ministro das Finanças, Mário Centeno, a exercer pressão para que o Banif fosse vendido ao Santander. Os sociais-democratas divulgaram um email, enviado pelo Banco Central Europeu, que diz explicitamente que foi Centeno a intervir no negócio e, por isso, querem voltar a ouvi-lo no Parlamento.

  • Centeno admite que o Governo decidiu vários detalhes da resolução e venda do Banif
    1:28

    Banif

    O ministro das Finanças considera que houve uma forte imposição da Direção Geral da Concorrência da União Europeia no processo que levou à resolução e venda do Banif, apesar de admitir que o Governo também decidiu vários detalhes da solução. Questionado no Parlamento sobre as mais recentes declarações vindas de Bruxelas, em que a Comissão recusa ter imposto uma solução para o banco, Mário Centeno dá um versão diferente da história.

  • Comissão Europeia atribui responsabilidade da venda do Banif a Portugal
    2:12

    Economia

    Bruxelas atribui a responsabilidade da resolução e da venda do Banif para as autoridades portuguesas. A Comissão Europeia diz que não impõe soluções para bancos em dificuldades, mas o ministro das Finanças, Mário Centeno, afirma que houve uma forte imposição da direção geral da concorrência. As instâncias europeias continuam a duvidar de que os planos do Governo sejam suficientes para cumprir as metas.

  • Ep 2: As especulações sobre a venda do Banif
    38:29

    Pecados Capitais

    A venda do Banif ao Santander tem suscitado as mais diversas especulações. Desde logo que a compra foi apadrinhada pela Comissão Europeia, com a cumplicidade do governo socialista de Portugal. Os factos, todavia, encaminham-nos para outro cenário. Em 2012, o Banif era um banco próximo da ruína. Este é o segundo episódio de Pecados Capitais.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a lider da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleiçoes em vários países, como a Alemanha e a Holanda.