sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Vítor Constâncio respondeu à comissão de inquérito sobre o Banif

Os deputados da comissão parlamentar de inquérito do Banif receberam na segunda-feira a resposta de Vítor Constâncio, atual vice-presidente do Banco Central Europeu, sobre o Banif, noticia hoje o jornal i.

© Brendan McDermid / Reuters

De acordo com o jornal, "o agora vice-presidente do Banco Central Europeu descarta responsabilidades na supervisão do banco e assegura que enquanto foi governador do Banco de Portugal não tinha informação que pudesse indicar que o Banif estava à beira de precisar da ajuda financeira que viria a receber em 2012.

A resposta aos deputados, por escrito, consta de uma carta de oito páginas, segundo o diário.

"Constâncio explica que não recebeu qualquer indicação sobre problemas na situação financeira do Banif enquanto foi governador do Banco de Portugal, cargo que exerceu até 2010", escreve o jornal.

A notícia refere também que, na resposta por escrito aos deputados da comissão parlamentar de inquérito, Vítor Constâncio, "diz que não teve qualquer informação" do administrador do Banco de Portugal -- com o pelouro da supervisão -- que indicasse os problemas de solvabilidade que haveriam de ser detetados dois anos depois, altura em que o Estado se viu forçado a injetar 110 milhões de euros.

No passado mês de abril, Vítor Constâncio recusou-se a responder aos deputados justificando que a instituição onde se encontra atualmente (BCE) "não presta contas" a parlamentos nacionais, apenas ao "Parlamento Europeu".

Lusa

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18