sicnot

Perfil

Benfica Campeão

Benfica Campeão

Benfica Campeão 2014/2015

"Futebol não pode pactuar com qualquer tipo de violência"

Luís Filipe Vieira lamenta incidentes ocorridos nas celebrações da conquista do título de bicampeão pelo Benfica. O dirigente do clube da Luz agradece aos adeptos que festejaram o feito benfiquista, mas sublinha que " o futebol não pode pactuar com qualquer tipo de violência".  

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica

(Lusa/ Arquivo)

"É preciso que os responsáveis pela violência da noite passada sejam identificados e punidos. O futebol não precisa dos que ontem provocaram as cenas que vimos", diz Luís Filipe Vieira numa mensagem publicada no site oficial do clube.  


O presidente benfiquista refere-se em particular aos confrontos entre polícia e adeptos registados na praça do Marquês de Pombal, em Lisboa, e às "imagens da criança que em Guimarães assistiu à detenção do pai de forma violenta e sem razão aparente". 


"Vi milhares de jovens, centenas de crianças, famílias inteiras a festejar no Marquês. Foi para isso que trabalhámos durante todo o ano, foi para isso que idealizámos tudo o que foi preparado no Marquês. Infelizmente, uma minoria tentou estragar tudo aquilo que preparámos. Não sei se são benfiquistas ou apenas um grupo de vândalos profissionais. Sejam o que forem, têm de ser responsabilizados pelo que fizeram. O futebol não precisa deles", sublinha Luís Filipe Vieira.  


O dirigente desportivo faz também referência à atuação das forças de segurança: "há imagens que devem merecer a atenção e a abertura de inquérito por parte do Ministério da Administração Interna. É preciso apurar se, não houve, em alguns momentos, excessos por parte das forças de segurança". 



  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.