sicnot

Perfil

Boko Haram

Boko Haram

Boko Haram

Dois ataques bombistas fazem 44 mortos e 47 feridos em Jos, na Nigéria

Pelo menos 44 pessoas morreram em dois ataques bombistas domingo em Jos, no centro da Nigéria, após um fim de semana sangrento provocado pelo grupo extremista islâmico Boko Haram.

Bandeira do grupo Boko Haram.

Bandeira do grupo Boko Haram.

© Joe Penney / Reuters

"De momento contamos 44 mortos e 47 feridos decorrentes dos dois ataques", referiu Mohamed Abdulsalam, da agência nacional de gestão de emergências.

Anteriormente, a polícia do Estado de Plateau, do qual Jos é a capital, tinha dito que pelo menos 18 pessoas tinham morrido nos ataques de domingo à noite num centro comercial perto de uma mesquita popular.

A responsabilidade dos ataques ainda não foi reclamada pelos autores, mas Jos tem sido alvo de ataques dos militantes islamistas.

Plateau, que se encontra no meio de duas tendências religiosas, entre a maioria cristã do sul da Nigéria e a maioria muçulmana a norte, também tem sentido ondas de violência sectária que resultaram na morte de milhares de pessoas na última década.

Os combatentes extremistas do Boko Haram aumentaram o número de ataques no norte da Nigéria desde a subida ao poder do Presidente Muhammadu Buhari, a 29 de maio.

Com os últimos ataques, contam-se mais de 500 mortes, refere a agência noticiosa AFP.

No domingo, um bombista suicida fez-se explodir dentro de uma igreja, matando cinco religiosos na cidade de Potiskum, no Estado de Yobe, no norte da Nigéria.

Na semana passada, combatentes militantes islamitas atacaram em várias zonas em redor do Lago Chade, causando a morte de mais de 150 religiosos.

 

Lusa

  • "O euro como o conhecemos é uma construção imperfeita"
    1:26

    Economia

    O primeiro-ministro diz que o euro como o conhecemos é uma construção imperfeita e que sem regras iguais para todos não é possível a reforma da moeda única. As declarações de António Costa foram feitas esta terça-feira, em Lisboa, numa conferência intitulada de "Consolidar o Euro. Promover a Convergência".

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.