sicnot

Perfil

Boko Haram

Boko Haram

Boko Haram

Mais de 240 mil crianças sofrem de desnutrição aguda na Nigéria

Mais de 240 mil crianças sofrem de desnutrição aguda e elevado risco de morte no nordeste da Nigéria, em resultado da deterioração da situação humanitária devido ao conflito com o grupo jihadista Boko Haram, alertou hoje a UNICEF.

© Afolabi Sotunde / Reuters

De acordo com os números da agência das Nações Unidas para a Infância, das 244 mil crianças que sofrem de desnutrição aguda grave no estado de Borno, no nordeste do país, quase 50 mil podem morrer se não receberem tratamento imediato.

"134 crianças morrerão em média por dia por causas relacionadas com a desnutrição aguda, se a resposta não aumentar rapidamente", advertiu o diretor regional da Unicef para a África Ocidental e Central, Manuel Fontaine, num comunicado, citado pela agência espanhola Efe.

Fontaine, que acaba de visitar a região, pediu a colaboração da comunidade internacional, sublinhando a "necessidade" de "todos os aliados e doadores" darem "um passo em frente para evitar que morra mais uma criança sequer".

De acordo com a Unicef, a crise alimentar na região torna-se mais visível à medida que as tropas da força multinacional vão recuperando o controlo de territórios em poder do Boko Haram e estes se tornam acessíveis à ajuda humanitária.

Os locais que agora estão acessíveis apresentam um panorama desolador, com cidades completamente destruídas que acolhem pessoas deslocadas, sem acesso a condições adequadas de higiene, água ou alimentos.

O diretor regional da UNICEF advertiu que a situação irá piorar nos próximos meses, uma vez que as organizações humanitárias ainda não têm acesso a quase dois milhões de pessoas que vivem em áreas pouco seguras.

Nos sete anos que dura o conflito, o grupo terrorista Boko Haram assassinou mais de 12 mil pessoas, de acordo com estimativas governamentais, obrigando mais de 2,5 milhões de pessoas a abandonar as suas casas.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.