sicnot

Perfil

Bola de Ouro 2016

Bola de Ouro 2016

Bola de Ouro 2016

A nova velha Bola de Ouro

© Benoit Tessier / Reuters

A Bola de Ouro, prémio da France Football que distingue o melhor futebolista do ano e que se desvinculou da parceria com a FIFA, será entregue antes do final do ano civil, anunciou hoje a revista francesa.

Sem revelar muito mais detalhes, a France Football, que mantinha a aliança com a FIFA desde 2010, acrescentou que a eleição será determinada a partir de uma lista inicial de 30 jogadores, mais sete do que nas edições anteriores.

No novo formato, deixará de haver o anúncio intermédio dos três finalistas.

Relegando para a próxima publicação mais pormenores, a France Football garantiu que o vencedor será anunciado "antes do final do ano civil", quando o prémio conjunto com a FIFA era entregue em janeiro.

Tal como já tinha anunciado na sexta-feira, dia em que foi formalizado o divórcio com a FIFA, a France Football entregará a votação a um conjunto de jornalistas.

Assim, a revista recupera o formato original e abdica dos votos dos selecionadores e capitães das equipas nacionais.

"Esperamos, desta forma, que [a Bola de Ouro] recupere alguma justiça, sem a participação de elementos que pretendam defender o preservar companheiros [de seleção]", explicou a revista.

Desde a criação do prémio conjunto, em 2010, Messi venceu por quatro vezes (2010, 2011, 2012 e 2015) e Cristiano Ronaldo duas (2013 e 2014).

Antes, os dois jogadores venceram o prémio exclusivo FIFA de melhor jogador do mundo: Cristiano Ronaldo em 2008 e Lionel Messi em 2009, troféus que, nesses dois anos, coincidiram com a Bola de Ouro da France Football.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC