sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Duas sondagens apontam para vitória do "Brexit" no referendo britânico

Duas sondagens divulgadas hoje revelam que a maioria dos britânicos votará a favor da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) no referendo de 23 de junho.

reuters

Se na semana passada, o campo a favor da manutenção na UE parecia estar na liderança das intenções de voto, são agora os apoiantes do "Brexit" que surgem agora à cabeça nestes dois inquéritos realizados pelo instituto de sondagens ICM para o diário britânico The Guardian.

A primeira sondagem foi realizada por telefone junto de uma amostra representativa de 1.004 pessoas, entre 27 e 29 de maio. A segunda foi realizada nas mesmas datas junto de 2.052 pessoas, na internet, método que habitualmente dá resultados mais favoráveis aos apoiantes da saída do Reino Unido da UE (Brexit, formada pelas palavras "Britain" e "exit").

O inquérito "online" dá aos apoiantes do Brexit 47% das intenções de voto, contra 44% dos apoiantes da manutenção e 9% de indecisos.

A sondagem telefónica dá ao "sim" à saída da UE 45% das intenções de voto, contra 42% dos defensores do "não" e 13% de indecisos.

Trata-se da primeira sondagem do ICM feita pelo telefone a dar vantagem ao Brexit. Até agora, apenas duas sondagens telefónicas realizadas por outros institutos tinham chegado ao mesmo resultado.

A média das duas sondagens, excluídos os indecisos, mostra que 52% das pessoas inquiridas declaram-se a favor de uma saída do Reino Unido da União, contra 48% que apoiam a manutenção.

Em contrapartida, a média das seis últimas sondagens realizadas pelo instituto What UK Thinks (O que pensa o Reino Unido) aponta para a liderança do campo da manutenção com 51% das intenções de voto, contra 49% dos apoiantes do Brexit. Na semana passada, estes resultados estavam, respetivamente, em 53% e 47%.

Lusa

  • Um homem de 83 anos é a 42.ª vítima dos incêndios
    1:27

    País

    Subiu para 42 o número de vítimas mortais nos incêndios deste domingo. Um homem de 83 anos foi encontrado sem vida em Lugar de Covelo, em Vouzela. O número de feridos mantém-se, 14 estão em estado grave. A maior parte das mortes aconteceu no distrito de Coimbra (20) e Viseu (19). Segundo a Proteção Civil, já não há desaparecidos. Sete pessoas estavam dadas como desaparecidas e apenas uma foi encontrada sem vida. Um bebé de poucos meses tinha sido dado como morto, mas foi encontrado com vida.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08