sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

David Cameron vê fundos de pensões em risco caso o Reino Unido saia da UE

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, alertou hoje para a possibilidade de o financiamento do fundo de pensões e do Serviço Nacional de Saúde (SNS) ficar em risco caso o Reino Unido saia da União Europeia (UE).

© POOL New / Reuters

"Se sairmos da União Europeia, os peritos independentes e respeitados dizem que em 2020 vamos enfrentar um 'buraco negro' nas nossas finanças públicas de até 40 mil milhões de libras [50,6 mil milhões de euros] e nessas circunstâncias o financiamento futuro do SNS pode estar em risco", disse David Cameron em entrevista ao jornal The Observer.

"A nossa capacidade de isolar e proteger a despesa com a saúde também pode estar em risco", vincou o governante, acrescentando que "essa é a fria realidade de sair da UE, é por isso que os médicos, os enfermeiros e o patrão do SNS, todos dizem que seremos mais fortes e estaremos mais seguros e melhor na UE".

Num artigo de opinião no Sunday Telegraph, Cameron disse também que o Governo teria de rever os benefícios dos pensionistas se o Reino Unido sair da UE, no seguimento da votação do referendo do final deste mês.

"Fizemos um esforço especial para proteger os pensionistas", disse, acrescentando que tudo foi feito "na expectativa de uma economia a crescer, mas se tivermos um grande 'buraco negro', podemos ficar em dificuldades para justificar esta proteção especial daí em diante".

Na verdade, concluiu o governante, "mesmo que o conseguíssemos justificar moralmente, simplesmente não teríamos dinheiro para o fazer, porque as pensões representam uma enorme fatia da despesa pública".

As declarações de David Cameron surgem num momento em que se multiplicam as opiniões sobre as consequências de uma eventual saída do Reino Unido da União Europeia, uma possibilidade geralmente conhecida como 'Brexit'.

Também hoje, numa entrevista ao jornal alemão Bild, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, considerou que a saída do Reino Unido seria "triste, mas relativamente simples", e que demoraria mais ou menos sete anos.

Segundo o responsável, denunciar todos os laços contratuais entre o Reino Unido e a União Europeia demoraria dois anos, a que é preciso acrescentes pelo menos mais cinco anos para todos os 27 membros da UE assinarem o acordo final.

Os britânicos vão às urnas no dia 23 de junho para responder à questão sobre se o Reino Unido deve ou não permanecer na União Europeia, com as sondagens a darem margens demasiado curtas para se definir uma tendência de voto.

Lusa

  • Brexit: "não há plano B", diz Timmermans
    6:49

    SIC Europa

    A Comissão Europeia voltou esta semana a insistir para a necessidade de mais reformas estruturais em Portugal. Em entrevista à SIC o vice-Presidente da Comissão falou ainda da crise migratória para revelar que os estados-membros que nao aceitem participar no sistema de recolocação podem ter de pagar uma multa de 250 mil euros por refugiado. Sobre a eventual saída do Reino Unido da Uniao Europeia, Frans Timmermans admite, "não há plano B".

  • Voluntários portugueses rumam ao México com cães de salvamento
    1:59

    Mundo

    Nuno Vieira e Marco Saraiva são voluntários de Braga. Com os seus dois cães, "Koi" e "Yuki", formam uma equipa de resgate e partem esta noite para o México, para ajudar na busca e salvamento de vítimas do terramoto que abalou o país esta terça-feira. A equipa portuguesa faz parte de uma ONG espanhola.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição em Porto Rico
    1:16
  • "Desistam desta escalada de radicalismo e desobediência"
    3:35
  • Como acabar com o cyberbulling? Os internautas aconselham Melania Trump

    Mundo

    Melania Trump está a ser alvo de piadas na internet, depois de ter dado um discurso, a propósito da Assembleia-Geral da ONU, sobre cyberbulling. Uns destacaram que a primeira-dama estava a falar de pobreza com um vestido de 3.000 dólares (cerca de 2.500 euros). Outros lembraram a ironia do discurso com as atitudes de Donald Trump, acusando-o de ser um bullie, que deveria ser parado, e que o primeiro passo seria impedir a presença o Presidente norte-americano no Twitter.

    SIC

  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • DGS garante que não há perigo de dengue
    2:09

    País

    Foi detectada em Penafiel a presença de uma espécie de mosquito potencialmente transmissora de dengue. No entanto, a diretor-geral da Saúde, Francisco George, garante que nenhum dos mosquitos estava infetado, não havendo assim riscos para a saúde humana. O mosquito de origem asiática já se espalhou por vários países europeus.

  • José Cid denuncia poluição em ribeira de Mogofores
    2:03

    País

    Uma descarga poluente matou peixes e outros seres vivos num curso de água que alimenta o rio Cértima, em Anadia. Um dos moradores revoltados com o cenário é o cantor José Cid, proprietário de uma quinta onde passa a ribeira, cuja água é habitualmente usada para regar os campos agrícolas.

  • Contra a endogamia académica
    2:40

    País

    As universidades públicas contratam sobretudo professores formados na própria instituição. O estudo recente da Direção-geral de Estatísticas da Educação e Ciência revela que o mérito não tem sido o requisito privilegiado. A endogamia académica é o conceito que se tenta agora inverter a bem da qualidade cientêntifica, da criatividade e da inovação.

  • Episódio da Abelha Maia censurado por queixas de obscenidade

    Cultura

    A plataforma digital Netflix viu-se obrigada a retirar um episódio da Abelha Maia depois das queixas de pais norte-americanos por causa de um "desenho obsceno", em forma de pénis. Aparentemente, terá sido só removido para quem acede nos EUA dado que, ao que a SIC pôde constatar, a partir de Portugal o episódio 35 está disponível.

  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.