sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

FMI prevê "incerteza e volatilidade" em caso de saída do Reino Unido da UE

Uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE) pode provocar "incerteza" e "volatilidade" e levar a um abrandamento do crescimento económico, advertiu hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI), a uma semana do referendo britânico.

© Stefan Wermuth / Reuters

"Um voto pela saída da UE abriria caminho a um longo período de grande incerteza, volatilidade nos mercados financeiros e um crescimento mais lento, ao mesmo tempo que o Reino Unido teria de negociar uma nova relação com a UE", afirmou o porta-voz do FMI, Gerry Rice, em conferência de imprensa.

Duas novas sondagens publicadas hoje dão a vitória à campanha pela saída do Reino Unido da UE ('Brexit'), quando falta uma semana para o referendo de 23 de junho.

Segundo Rice, o FMI não quer "soar o alarme", mas apenas "fazer o seu trabalho (...) de forma neutra e imparcial".


Lusa

  • Novas sondagens dão vitória ao Brexit

    Brexit

    A oito dias do referendo, três novas sondagens deram vitória ao Brexit em Inglaterra. A sondagem mensal Ipsos-Mori revelou que 53% dos inquiridos tenciona votar pela saída do país da União Europeia, enquanto os restantes 47% preferem ficar. Daqueles que tencionam votar no Brexit, grande parte pensa estar numa situação melhor dentro de cinco anos, com a saída da União Europeia.

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00