sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Libra recupera após assassinato da deputada trabalhista Jo Cox

A libra seguia hoje a subir depois da queda de quinta-feira, na sequência do assassinato da deputada trabalhista Jo Cox que levou à suspensão da campanha para o referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia.

© Toby Melville / Reuters

A deputada, de 41 anos, não resistiu aos ferimentos após ter sido atingida a tiro e apunhalada em plena rua na cidade de Birstall, norte de Inglaterra, na quinta-feira, por um homem de 52 anos que foi detido, alegadamente com ligações a um grupo de extrema-direita.

O medo sobre as consequências de uma eventual saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) tem-se intensificado nos últimos dias, com avisos de uma queda no mercado global e recessão no britânico, levando a libra a desvalorizar.

A libra subiu hoje para 1,4242 dólares em Tóquio, dos 1,4211 dólares do fecho de quinta-feira, depois de ter tocado em mínimos de dois meses (1,40 dólares), de acordo com a agência financeira Bloomberg.

A morte de Cox motivou a suspensão de todos os atos de campanha que estavam previstos para quinta-feira e hoje.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro conservador David Cameron anulou a sua participação num comício em Gibraltar para defender a opção da permanência e evitar o processo conhecido por Brexit.


Lusa

  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.