sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Assassino de Jo Cox diz "morte aos traidores, liberdade para o Reino Unido"

O suspeito de ter assassinado a deputada britânica foi ouvido hoje num tribunal em Londres. Quando lhe perguntaram o nome, o homem respondeu "o meu nome é morte aos traidores e liberdade para o Reino Unido".

Na primeira sessão de interrogatório, Thomas Mair, 52 anos, recusou confirmar a sua identidade e foi acusado de homicídio voluntário da deputada trabalhista britânica, de 41 anos, morta a tiro quando fazia campanha na sua circunscrição de Bisrtall, norte de Inglaterra, a favor da manutenção do Reino Unido na UE, cujo referendo se realizará na próxima quinta-feira.

A reação do suspeito ocorreu depois de ter sido acusado da deputada trabalhista britânica.

As afirmações do suspeito durante o interrogatório no Tribunal de Westminster, onde são normalmente julgados os crimes ligados ao terrorismo, vieram dar conforto às diferentes testemunhas que, desde a morte de Jo Cox, têm ajudado nas investigações.

Particularidade da lei britânica, a acusação formal de um suspeito significa, na prática, que a imprensa deixa de ter autorização para publicar informações sobre as investigações, nomeadamente sobre as possíveis motivações do suspeito.

Segundo a agência France Presse, 48 horas após o assassínio de Jo Cox, que deixa viúvo e duas filhas menores, a emoção continua presente no Reino Unido.

Hoje, os partidários do "sim" e do "não" no referendo sobre uma eventual saída de Inglaterra da UE, conhecido por "Brexit", mantiveram suspensas as respetivas campanhas.

Boris Johnson, líder dos pró-Brexit, não efetuará qualquer comício em Birmingham, como estava previsto no calendário, enquanto o movimento "Britain Stronger In" (Reino Unido Mais Forte Dentro (da UE)) anulou dezenas de iniciativas em todo o país.

Várias figuras políticas, como Jeremy Corbyn, George Osborne ou Nigel Farage, deverão aparecer apenas no domingo na televisão em emissões de cariz político, enquanto David Cameron, primeiro-ministro britânico, será entrevistado à noite na BBC.

Com Lusa

  • Assassino de deputada tem simpatia por grupos neonazis
    1:32

    Brexit

    O homem que matou a deputada britânica foi detido minutos depois do crime. Thomas Mair tem 52 anos e um passado de doenças mentais. É apoiante de um grupo neonazi sediado nos Estados Unidos da América e gastou 550 euros em obras da Aliança Nacional, que defende um país de brancos e sem judeus.

  • A literatura extremista do assassino de Jo Cox

    Mundo

    As autoridades britânicas encontraram objetos nazis e literatura de extrema-direita - que incluem instruções para fazer uma pistola do zero - em casa de Thomas Mair, o suspeito de ter assassinado Jo Cox, a deputada britânica.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.