sicnot

Perfil

Brexit

Suspeito da morte da deputada britânica dá resposta insólita em tribunal

Suspeito da morte da deputada britânica dá resposta insólita em tribunal

O suspeito pela morte da deputada Jo Cox foi já ouvido em tribunal e formalmente acusado de homicídio. Quando lhe perguntaram o nome na sala de audiências, Thomas Mair respondeu de forma insólita e disse: "O meu nome é morte aos traidores e liberdade para o Reino Unido". A campanha para o referendo do dia 23 está suspensa até segunda-feira.

  • A literatura extremista do assassino de Jo Cox

    Mundo

    As autoridades britânicas encontraram objetos nazis e literatura de extrema-direita - que incluem instruções para fazer uma pistola do zero - em casa de Thomas Mair, o suspeito de ter assassinado Jo Cox, a deputada britânica.

  • Jo Cox vivia com o marido e os filhos num barco no rio Tamisa
    2:57

    Brexit

    O Reino Unido continua em choque com a morte da deputada Jo Cox. A campanha ao referendo de dia 23 está suspensa até segunda-feira. No local onde Jo Cox foi assassinada, David Cameron apelou à tolerância e à união. A deputada ficou conhecida pelas posições pró-Europa e pela preocupação pelos migrantes. Jo Cox vivia com o marido e os dois filhos, num barco ancorado no Rio Tamisa.

  • "O meu nome é morte aos traidores e liberdade para o Reino Unido"
    1:57

    Brexit

    O homem que matou a deputada trabalhista britânica, Jo Cox, está a ser ouvido no Tribunal de Westminster. Logo no início da sessão quando os magistrados lhe perguntaram o nome, Thomas Mair respondeu de forma insólita dizendo: "o meu nome é morte aos traidores e liberdade para o Reino Unido". A campanha ao referendo de dia 23 continua suspensa. Os trabalhistas só deverão retomar as ações na segunda-feira.

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. Esta madrugada em Cambrils, cinco suspeitos foram abatidos e outra pessoa acabou por morrer, num segundo ataque. Há quatro detenções confirmadas. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Autoridades acreditam que suspeito do ataque nas Ramblas pertence a célula terrorista
    1:36
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42