sicnot

Perfil

Brexit

Malala participou na cerimónia de homenagem a Jo Cox

Malala participou na cerimónia de homenagem a Jo Cox

Não houve líderes partidários na homenagem à deputada trabalhista assassinada na semana passada no Reino Unido, uma vez que hoje é o último dia de campanha para o referendo. Em Londres, milhares de pessoas juntaram-se aos amigos e à família de Jo Cox, que hoje faria 42 anos. Os enviados da SIC estiveram lá, onde presenciaram o discurso da Nobel da Paz Malala Yusafzai em homenagem à deputada.

  • Parlamento britânico homenageia Jo Cox a três dias do referendo
    1:42

    Brexit

    A três dias do referendo à permanência do Reino Unido na União Europeia, o parlamento britânico homenageou Jo Cox, a deputada assassinada na quinta-feira. Um dos testemunhos mais emocionados foi proferido por uma deputada e amiga de Jo Cox. O líder trabalhista e primeiro-ministro britânico destacaram as qualidades da deputada assassinada.

  • Jo Cox lembrada como alguém que defendeu os pobres e oprimidos
    0:39

    Brexit

    Em Birstall, local onde foi morta a deputada britânica, realizam-se hoje as cerimónias fúnebres em homenagem a Jo Cox. Amanhã, também o parlamento britânico vai realizar uma sessão especial para honrar a memória da deputada. É lembrada como alguém que defendeu os pobres e os oprimidos e que lutou sempre pelas causas a que se entregava com um sorriso no rosto.

  • Suspeito da morte da deputada britânica dá resposta insólita em tribunal
    2:03

    Brexit

    O suspeito pela morte da deputada Jo Cox foi já ouvido em tribunal e formalmente acusado de homicídio. Quando lhe perguntaram o nome na sala de audiências, Thomas Mair respondeu de forma insólita e disse: "O meu nome é morte aos traidores e liberdade para o Reino Unido". A campanha para o referendo do dia 23 está suspensa até segunda-feira.

  • "O meu nome é morte aos traidores e liberdade para o Reino Unido"
    1:57

    Brexit

    O homem que matou a deputada trabalhista britânica, Jo Cox, está a ser ouvido no Tribunal de Westminster. Logo no início da sessão quando os magistrados lhe perguntaram o nome, Thomas Mair respondeu de forma insólita dizendo: "o meu nome é morte aos traidores e liberdade para o Reino Unido". A campanha ao referendo de dia 23 continua suspensa. Os trabalhistas só deverão retomar as ações na segunda-feira.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.