sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Hoje é o Dia B no Reino Unido

Os britânicos decidem hoje se o Reino Unido continua como membro da União Europeia ou sai, num referendo que se espera participado e disputado e que ameaça turbulência económica e política em caso de Brexit. As urnas para o referendo abriram às 7:00 e encerram às 22:00.

© Dado Ruvic / Reuters

Os eleitores são chamados às urnas para responder à questão "O Reino Unido deve permanecer como membro da União Europeia ou sair da União Europeia?", assinalando uma de duas opções - "Permanecer na União Europeia" ou "Sair da União Europeia".

A Comissão Eleitoral prevê uma participação eleitoral próxima dos 80%.

As sondagens, que até ao final de maio davam vantagem ao "Permanecer" ("Remain") para nas duas primeiras semanas de junho apontarem para uma vitória do "Sair" ("Leave"), davam na véspera do referendo um empate técnico, com ligeira vantagem para o "Permanecer": 45% pela permanência, 44% pela saída e 11% de indecisos.

A campanha foi protagonizada, do lado do "Remain", pelo primeiro-ministro, David Cameron, e, do lado do "Leave", pelo ex-presidente da câmara de Londres e potencial sucessor de Cameron no partido conservador, Boris Johnson, e pelo líder do eurocético Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), Nigel Farage.

O assassínio da deputada trabalhista Jo Cox em campanha pela permanência na UE, uma semana antes da consulta, dominou a campanha, com ambos os lados a suspenderem todas as ações por três dias e a reduzirem o tom crispado que marcou as semanas anteriores.

Os resultados devem começar a ser divulgados no final da madrugada ou princípio da manhã de sexta-feira.

Com Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas