sicnot

Perfil

Brexit

Portugueses em Londres apreensivos com o referendo

Portugueses em Londres apreensivos com o referendo

O correspondente da SIC Emanuel Nunes está em Stockwell, a zona mais portuguesa em Londres. De acordo com o correspondente, os portugueses seguem com apreensão o dia em que o Reino Unido decide a permanência ou saída da União Europeia.

  • Hoje é o Dia B no Reino Unido

    Brexit

    Os britânicos decidem hoje se o Reino Unido continua como membro da União Europeia ou sai, num referendo que se espera participado e disputado e que ameaça turbulência económica e política em caso de Brexit. As urnas para o referendo abriram às 7:00 e encerram às 22:00.

  • Emigrantes portugueses preocupados com referendo no Reino Unido
    2:18

    Brexit

    Todos os anos, uma média de 30 mil portugueses emigra para o Reino Unido, principal destino da emigração lusa. Mas no ar paira agora ameaça de uma eventual saída da União Europeia. O discurso anti-emigração da campanha criou apreensão entre a comunidade portuguesa sobretudo entre os mais jovens.

  • Passos Coelho reconhece que eventual Brexit vai ter consequências em Portugal
    1:54

    Brexit

    Pedro Passos Coelho reconhece que a eventual saída do Reino Unido da União Europeia vai ter consequências em Portugal. O líder do PSD diz mesmo que a Europa vai ficar debilitada. No Rio de Janeiro, onde participou em encontros com empresários e a comunidade luso-brasileira, Passos Coelho disse ainda que a comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, que o PSD impôs, é um direito do partido.

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.