sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Urnas fecharam no Reino Unido

As mesas de voto no Reino Unido encerraram hoje às 22:00, pondo termo à votação no referendo sobre a saída ou permanência do país na União Europeia.

© Toby Melville / Reuters

Um número recorde de 46,5 milhões de eleitores estava inscrito para participar neste referendo.

Aos eleitores foi colocada a questão "Deve o Reino Unido permanecer como membro da União Europeia ou abandonar a União Europeia?", assinalando uma de duas opções -- "Permanecer na União Europeia" ou "Sair da União Europeia".

A Comissão Eleitoral prevê uma participação eleitoral próxima dos 80%.

As sondagens, que até ao final de maio davam vantagem ao "Permanecer" ("Remain") para nas duas primeiras semanas de junho apontarem para uma vitória do "Sair" ("Leave"), davam na véspera do referendo um empate técnico, com ligeira vantagem para o "Permanecer": 45% pela permanência, 44% pela saída e 11% de indecisos.

A campanha foi protagonizada, do lado do "Remain", pelo primeiro-ministro, David Cameron, e, do lado do "Leave", pelo ex-presidente da câmara de Londres e potencial sucessor de Cameron no partido conservador, Boris Johnson, e pelo líder do eurocético Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), Nigel Farage.

Lusa

  • Penélope Cruz diz que contos de fadas são muito machistas

    Cultura

    Penélope Cruz revelou recentemente o sentimento de descontentamento com os contos de fadas que, a seu ver, são muito machistas. A atriz de 43 anos confessou que lê as histórias aos filhos, Leonardo de sete anos e Luna de quatro, mas que opta por alterar sempre o final.

    SIC

  • Kurt Cobain homenageado no dia em que faria 51 anos

    Cultura

    No dia em que faria 51 anos, se estivesse vivo, Kurt Cobain foi homenageado pela viúva, Courtney Love, e a filha do casal, Frances Bean. Através de publicações no Instagram, mãe e filha lembraram o fundador, vocalista e guitarrista dos Nirvana, que vai ficar para sempre na história da música.

    SIC

  • Google Maps esconde mansão de Puigdemont na Bélgica

    Mundo

    Depois de fugir de Espanha, Carles Puigdemont refugiou-se na Bélgica para evitar uma possível extradição. O refúgio que encontrou foi uma mansão no município de Waterloo, por 4.400 euros ao mês. Agora, a pedido do ex-presidente do Governo da Catalunha, essa mesma mansão foi "apagada" do Google Maps.

    SIC

  • 50 empresas estão a recrutar na Universidade Católica
    1:46

    Economia

    A Universidade Católica de Lisboa reuniu 50 empresas nacionais e internacionais numa feira de emprego esta terça-feira e amanhã. As empresas procuram novos candidatos para os lugares que têm disponíveis nos departamentos de Economia, Finanças e Gestão.