sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Cidadãos britânicos começaram hoje a pedir a nacionalidade belga

Várias localidades belgas receberam hoje pedidos de nacionalidade de cidadãos britânicos, na sequência do referendo de quinta-feira ter dado vitória ao 'Brexit' (saída do Reino Unido da União Europeia).

© Francois Lenoir / Reuters

O diário belga Le Soir, na versão digital, citado pela agência EFE, refere localidades que receberam pedidos de passaportes ou de esclarecimento de dúvidas por parte dos habitantes britânicos, como Waterloo, Watermael-Boitsfort, Woluwé-Saint-Pierre, Ixelles ou Saint Gilles, localizadas nos arredores da capital, Bruxelas.

A presidente da comuna de Waterloo, onde residem cerca de 450 britânicos, afirmou ter recebido cinco solicitações de britânicos que querem a nacionalidade belga e dezenas de perguntas relacionadas com o assunto.

Os belgas consideram que as solicitações refletem o desejo dos britânicos de preservar as atuais situações de trabalho.

Os presidentes das comunas explicam que as perguntas e pedidos de esclarecimento, tal como as solicitações de passaportes belgas são feitos por britânicos que têm empregos em que a nacionalidade é importante, podendo estar a temer perder os seus postos de trabalho num novo cenário internacional.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair da União Europeia (UE), depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em outubro.

Numa primeira reação, os presidentes das instituições europeias (Comissão, Conselho, Parlamento Europeu e da presidência rotativa da UE) defenderam um 'divórcio' o mais rapidamente possível, "por muito doloroso que seja o processo".

Lusa

  • Londres vive um sentimento de derrota
    2:33

    Brexit

    A jornalista da SIC Cândida Pinto explica o ambiente e o sentimento de derrota que se vive em Londres, cidade que votou maioritariamente pela permanência na União Europeia. Ao longo do dia têm sido várias as manifestações pelas ruas de Londres, com os cidadãos londrinos a dizerem-se envergonhados por serem britânicos.

  • Brexit provoca pânico entre os investidores
    1:48

    Brexit

    Foi uma sexta feira negra nos mercados financeiros, apanhados totalmente de supresa pelo Brexit. O pânico instalou-se entre os investidores. As bolsas afundaram, o euro derrapou, a libra atingiu o valor mais baixo dos 30 anos, e as taxas da dívida dispararam.

  • "Foi inesperado e duro, o Reino Unido tem um papel importantíssimo na UE"
    3:41

    Brexit

    Depois dos britânicos terem votado a saída do Reino Unido da União Europeia é importante entender o que reserva o futuro e como se irá desenvolver o processo de saída. Bruxelas já alertou que o processo deve ser rápido. A SIC esteve à conversa com o Comissário Europeu, Carlos Moedas, para entender qual é o sentimento no epicentro das decisões da Comissão Europeia. Carlos Moedas diz que a decisão foi dura e inesperada uma vez que o Reino Unido tem um papel importante no panorama europeu.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.