sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Imprensa britânica considera resultado "histórico" e "exemplo de democracia"

"We're out" ("Estamos fora"), lê-se hoje nas manchetes da imprensa britânica, cujas edições da manhã anunciam o resultado do referendo que ditou a saída da União Europeia como "histórica" e um "exemplo de democracia".

Os jornais Daily Mail e Daily Mirror, que estavam em lados diferentes da campanha, usam a mesma expressão para dizer "Estamos fora", uma vitória descrita pelo Daily Mail como "um impressionante exemplo da democracia em ação".

"Ontem [quinta-feira] milhões de britânicos votaram, frequentemente enfrentando um tempo terrível, num certamente momento significativo da história desta ilha", refere o jornal.

Porém, ao mesmo tempo que anuncia a liberdade das "grilhetas da União Europeia após 43 anos", o Daily Mail também notícia a desvalorização da libra esterlina numa queda acentuada.

O The Sun faz um jogo de palavras na manchete, escrevendo "See EU Later" e reivindicando o que considera ser "um ponto de viragem memorável" na história britânica e uma mensagem dos eleitores para o primeiro-ministro, que fez campanha pela permanência na União Europeia.

"O que David Cameron sentiu ontem [quinta-feira, dia do voto] foi uma explosão de raiva de milhões de pessoas da classe trabalhadora que não pode ser ignorada".

O Daily Telegraph, que também assumiu a posição de defender a saída britânica da UE, considera que o resultado deve ser visto como "um motivo de orgulho".

Em editorial, o jornal saúda a elevada participação no referendo, cerca de 72%, e refere que "o Reino Unido mostrou que são as pessoas que têm a palavra final, que é a essência da democracia".

No lado da imprensa que defendia a permanência na União Europeia, Polly Toynbee, colunista do The Guardian, descreve este momento como uma "catástrofe" e anuncia uma fratura do país entre classes, demografias e geografias e prevê que o partido Conservador, no poder, seja tomado por "extremistas e fantasistas".

"Quanto mais estes líderes populistas tentem provar que este não foi um erro fatal, mais vão culpar os problemas domésticos nos nossos vizinhos mais próximos. O Reino Unido virou as suas costas ao mundo", esteve a jornalista.

Terminada a contagem dos votos, esta determinou que os partidários do abandono da União Europeia conquistaram 51,9% dos votos, enquanto que os defensores da permanência representaram 48,1% dos votos expressos.

A participação no referendo foi de 72,2% dos 46,5 milhões de eleitores inscritos.

Lusa

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59