sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Matteo Renzi lamenta e defende Europa "mais justa e humana"

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, lamentou hoje o resultado do Brexit, defendendo que a Europa "é o futuro", apelando à construção de uma União Europeia (UE) "mais humana e mais justa".

© Tony Gentile / Reuters

"Devemos mudar a Europa para a tornar mais humana e mais justa. Mas, a Europa é a nossa casa, é o nosso futuro", disse Renzi numa mensagem escrita na rede social Twitter.

O primeiro-ministro italiano escreveu estas palavras momentos depois de uma reunião de urgência do Governo em Roma para avaliar as consequências dos resultados do referendo no Reino Unido.

No encontro participaram além de Renzi, o ministro da Economia, Pier Carlo Padoan, dos Negócios Estrangeiros, Paolo Gentiloni, e do Desenvolvimento Económico, Carlo Calenda.

Por seu turno, o ministro dos Negócios Estrangeiros criticou a decisão britânica depois da reunião e salientou que "o que aconteceu deve servir para que a União Europeia desperte".

"Encontramo-nos perante um momento difícil para a Europa. Apesar de as consequências da decisão terem de ser negociadas, não podemos ignorar as dificuldades do momento", considerou.

A presidente da Câmara dos Deputados, Laura Boldrini, lamentou numa mensagem escrita aos meios de comunicação social a saída do Reino Unido da União Europeia e assegurou que "agora abre-se um largo e complexo período de negociações para definir a forma do abandono britânico".

"O referendo britânico pode ser uma oportunidade para relançar a construção europeia e fazer com que a União Europeia fique politicamente unida e mais forte", disse.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair da União Europeia, depois de o Brexit ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a intenção de se demitir em outubro, na sequência deste resultado,

As principais bolsas europeias abriram hoje em forte queda, com a bolsa de Londres a descer perto dos 8%.


Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.